Vasco fica proibido de contratar jogadores por 6 meses, situação repercute na web e Jorge Salgado é avisado

O Vasco está proibido de registrar qualquer novo atleta pelos próximos seis meses. A Câmara Nacional de Resolução de Disputa tomou a decisão nesta quarta-feira (23), por uma dívida de pouco menos de R$ 320 mil com a G3 Consultoria Esportiva, que intermediou a contratação de Damián Escudero, em 2016. A disputa entre a equipe e o empresário acontece há algum tempo, por conta dos recursos, e acordos não cumpridos e uma advertência enviada pela CNRD ao clube carioca antes que punição fosse devidamente aplicada. 

© Foto: Thiago Ribeiro/AGIF Vasco fica proibido de contratar jogadores por 6 meses; Jorge Salgado é avisado

A contratação de Escudero foi gestão do então presidente Eurico Miranda, mas acabou não tendo sucesso na equipe. O jogador deixou a equipe após uma ação na justiça por falta de pagamento em 2018. O atleta se aposentou dos gramados em 2021. A diretoria do clube poderá entrar com um recurso no Centro Brasileiro de Mediação e Arbitragem, CBMA. Outra forma de reverter a situação é pagar a dívida, para que a ação seja extinta. 

De acordo com informações do portal ‘Vasco Notícia’, o vice-jurídico do Cruz-Maltino, José Cândido Bulhões, ressaltou que o pagamento foi feito de forma integral e que o Clube se manifestará nos autos do processo. O site ainda destacou que os executivos afirmaram que foram pegos de surpresa com a punição. Com a chegada da 777 Partners, empresa que deseja gerir a possível SAF, o Clube recebeu um empréstimo de R$ 70 milhões. 

A diretoria informou ainda que a equipe utilizou parte desse valor para quitar salários atrasados, pagar fornecedores, dívidas em geral, além de acordo com o Governo Federal. O Conselho Deliberativo deverá se reunir na próxima quinta-feira (24), para a votar a alteração no estatuto que permite a formação da Sociedade Anônima de Futebol. 

Por Geovana Barcelos/Bola VIP