Sem torcida, Flamengo tem pior aproveitamento como mandante no Brasileirão desde 2015

A derrota por 2 a 1 para o Fluminense, na última quarta-feira, foi apenas mais um capítulo de um dos principais problemas do Flamengo nesta edição do Campeonato Brasileiro: o péssimo aproveitamento em casa. Seja pela falta da torcida ou outro fator, esta é a pior campanha do Rubro-Negro como mandante na competição desde 2015.

Sem sua torcida, Flamengo não vem conseguindo aproveitar o Maracanã. Foto: LANCE

Até o momento, foram 14 partidas disputadas no Maracanã, com o retrospecto de sete vitórias, quatro empates e três derrotas. Foram 25 pontos ganhos (de 42 possíveis) no estádio desde o início do Brasileirão. Um saldo de apenas 59,5% de aproveitamento, que deixa o Flamengo apenas como sétimo melhor mandante e o distancia da briga pelo bicampeonato.

No recorte dos últimos sete jogos em casa, a situação fica ainda mais preocupante. Foram apenas três vitórias (Coritiba, Santos e Bahia), dois empates (Red Bull Bragantino e Atlético-GO) e duas derrotas (São Paulo e Fluminense). Um aproveitamento de 52%.

Em termos de comparação com anos anteriores, o Flamengo não tinha uma campanha tão decepcionante como mandante há cinco temporadas. Em 2019, por exemplo, o Rubro-Negro teve um aproveitamento em casa quase perfeito, que foi importante na conquista do heptacampeonato brasileiro.

A situação do Flamengo na tabela só não é pior pela ótima campanha como visitante. Em 13 jogos longe de casa, o Rubro-Negro conquistou 24 pontos – sete vitórias, três empates e três derrotas. Um aproveitamento de 61,5%, o melhor entre todos os 20 clubes da Série A.

Em busca de melhorar o desempenho como mandante, o Flamengo volta a campo no próximo domingo, às 16h (de Brasília), para enfrentar o Ceará, no Maracanã.

Fonte: R7

Comentários