Seleção de Itamaraju realiza coletivo visando sua primeira “final” no Intermunicipal

A estreia na terceira fase do Intermunicipal foi nada boa para o selecionado de Itamaraju, que jogando mal foi derrotado por Itapé na casa do adversário, na tarde do último domingo, 14/10.

Itamaraju que vinha na cola da líder, Euclides da Cunha, não só perdeu a invencibilidade como também caiu uma posição na classificação geral do campeonato.

Dos males o menor. Ou o menos pior, já que o placar que poderia ter sido mais dilatado foi apenas de 1 a 0, porque se fosse acima, ficaria mais difícil para o time comandado por Beto reverter.

Itamaraju está no jogo, pois a diferença é mínima e altamente reversível, basta reencontrar o bom futebol de jornadas anteriores.

Esse time não fará feio duas vezes consecutivas não. Pode até ser que aconteça, porque no futebol, amigo, tudo é possível.

Pelo que temos acompanhado desde que o elenco foi montado, acredito que jogando diante do seu torcedor a equipe não terá tanta dificuldade para voltar ao jogo não (se classificar).

Primeira final! Perder nunca é bom, todavia, muitas vezes uma derrota serve para nos colocar aprova, ou seja, testar a nossa capacidade de superação. Por quê primeira final? Quer queira, quer não, se quisermos chegar ao tão sonhado título temos que ganhar domingo, senão tchau!

Esse sistema de disputa em duas partidas (mata-mata), não deixa de ser uma decisão (finalíssima), principalmente para aquela equipe que por ventura perde a primeira, em questão Itamaraju, que tem a obrigação de reverter a situação para continuar na competição.

Nesta quarta-feira, 17/10, como já era previsto o retorno do Robinho ao time titular, o técnico Beto Oliveira comandou o primeiro coletivo visando a partida do próximo domingo, às 15 horas no Barbozão. Embora a atividade não tenha sido das melhores, os gols saíram, inclusive, em quantidade, 4 a 0 para os titulares.

Gol(s), nunca é demais, independentemente do nível da atividade. Quando os gols acontecem em quantidade nos coletivos, principalmente quando marcados pelos homens de ataque, nos traz sempre a impressão de que no domingo teremos bola na rede. Os autores dos gols do coletivo foram, Naian (2x), enquanto que Robinho e Dondon completaram a goleada.

Torcedor joga, não. Claro, ele não coloca a bola no fundo da rede e isso é fato, entretanto o seu apoio pode contagiar o time, levando-o à vitória. Mais do que nunca a torcida terá que jogar junto com o time para que o mesmo faça os gols necessários para a classificação.

Quem não se lembra dos episódios diante Itororó (Intermunicipal/2015) e Alcobaça na final da Copa do Descobrimento deste ano, quando o time precisava reverter o placar da partida anterior. Em ambas as ocasiões, o espetáculo promovido pelo torcedor foi belíssimo, ao empurrar o time para as memoráveis viradas (vitórias).

Seleção de Itamaraju tem cara(s) nova(s). No último dia do fechamento da janela, 17/10, a LFI, inscreveu mais dois zagueiros. O primeiro, Matheus oriundo do Município de Caravelas, que inclusive já se apresentou, defendeu o selecionado teixeirense em 2017, enquanto que o segundo vem da região de Ipirá. Trata-se de André Bahia, velho conhecido de vários jogadores do atual elenco itamarajuense. Esse bastante rodado em termos de Intermunicipal, pois sempre defendeu boas seleções. O atleta se apresentará nos próximos dias.

Por Antônio Reis Viana

Comentários