Reforços, joias da base e poucos titulares: como chegam os grandes do Rio para início do Carioca

Mal deu tempo de respirar. O Campeonato Brasileiro chegou ao fim e os Estaduais já estão prontos para começar. No Rio de Janeiro, o grupo principal tem bola rolando já nesta terça-feira, com a partida entre Flamengo e Nova Iguaçu, às 21h30, no Maracanã. Mas os grandes do Estado tratarão as rodadas iniciais como preparatório para os atletas da base e descanso para os profissionais.

Após a conquista do Campeonato Brasileiro, o Flamengo marcou a reapresentação do elenco profissional para 15 de março, mas a estreia no Carioca acontece na próxima terça, diante do Nova Iguaçu, às 21h30. Devido a isso, a delegação que disputará o Estadual será formada basicamente por jovens da base e algumas peças do elenco principal.

A grande novidade do Fluminense está na beira do gramado. Marcão voltou a ocupar o cargo de auxiliar permanente e Roger Machado será o comandante na estreia do Campeonato Carioca — diante do Resende, na próxima quinta, às 18h. O Tricolor aguarda a decisão da Copa do Brasil e torce por um título do Palmeiras, que enfrenta o Grêmio, para garantir vaga direta à fase de grupos da Libertadores.

O Vasco é outro que iniciará o Carioca com vários pratas da casa. Onze atletas que já estavam no elenco profissional estão participando da preparação, iniciada na última sexta, e outros 20 da categoria sub-20 foram promovidos. O meia MT, de 19 anos, é um dos destaques. O Cruz-Maltino estreia diante da Portuguesa, no dia 3, às 21h, em São Januário.

Já o Botafogo vai na contramão dos outros três rivais e não colocará uma equipe inteiramente formada por atletas da base nas rodadas inciais. Como o Alvinegro foi rebaixado com rodadas de antecedência, o planeamento para a Série B começou a ser tocado ainda na primeira divisão.

Alguns dos clubes de menor investimento apostaram em reforços, no mínimo, curiosos. O Macaé, por exemplo, tem esperança no meia boliviano Ricardo Román, que chegou a jogar no Lille, da França, aos 16 anos. Já o Madureira contratou Jean Richard, nascido no Haiti. Volta Redonda e Boavista são cotados a surpreender.

Fonte: O Globo

Comentários