Procurador do TJD-BA diz que o Vitória pode até ser excluído do Baianão após confusão no BaVi

O polêmico BaVi do último domingo (18), apesar de ter sido encerrado antes dos 90 minutos, pela insuficiência de atletas do Vitória, parece que ainda está longe de acabar. Após a Federação Bahiana de Futebol (FBF) definir que seguiria o Regulamento Geral de Competições da CBF e decretar o Bahia como vencedor do BaVi, pelo placar de 3 a 0, o procurador do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol da Bahia (TJD-BA), Ruy João Ribeiro, concedeu entrevista ao programa Cidade Alerta, da Record TV Itapoan, e falou sobre as punições que podem ser aplicadas aos clubes envolvidos.

Segundo o procurador, o técnico do Vitória, Vágner Mancini, pode ser punido, caso seja comprovado que o ele induziu o zagueiro Bruno Bispo a ser expulso.

“Todo esportista está sujeito as infrações previstas. Se comprovar que o Mancini induziu o jogador a tomar o cartão, ele pode sim ser punido”.

Ainda de acordo com Ruy João, as imagens e súmula da partida serão analisadas e jogadores das duas equipes podem responder.

“Houve uma confusão generalizada ocorrendo agressões mutuas, dos jogadores de Bahia e Vitória e certamente eles também serão investigados pelo Tribunal”.

O Procurador também falou sobre a “dancinha” de Vinícius durante a comemoração do gol de empate. De acordo com ele, a conduta será investigada.

“Vai haver uma investigação para avaliar se o ato da comemoração foi um ato de violência contra a torcida. Se o procurador entender que o ato viola a conduta esportiva, ele vai punir o jogador”.

Para finalizar, Ruy disse que, após apuradas, caso seja constatada constatadas irregularidades, o Vitória pode até ser desclassificado do Baianão.

“O artigo diz que: se houver o prejuízo a terceiros, em decorrência da atitude do clube mandante, isto pode levar a desclassificação”.

Por Galaticos Online

Comentários