Palmeiras: Abel pressiona e Leila Pereira trava disputa com Porto por contratação avaliada em R$ 19 milhões

Após contratar o goleiro Marcelo Lomba, o meio-campista Eduard Atuesta, o atacante Rafael Navarro e encaminhar a chegada do volante Jailson, Leila Pereira e Anderson Barros querem mais um zagueiro e um centroavante, que se encaixem no padrão financeiro do time paulista para fechar o elenco da temporada 2022.

Foto: César Greco/ Palmeiras

Embora queira um defensor que atue pelo lado esquerdo do campo, Anderson Barros pode trazer mais um um zagueiro destro, mas que sabe jogar muito bem pelo lado esquerdo: Carlos Salcedo. O experiente jogador de 28 anos atua no Tigres, do México, e tem o interesse de atuar no Maior Campeão do Brasil. O interesse pelo profissional começou quando um empresário brasileiro foi até Anderson Barros e informou o diretor palmeirense que o veterano gostaria de deixar o futebol mexicano.

Segundo o portal mexicano Transfer Liga MX, o Palmeiras, liderado por Anderson Barros, já iniciou tratativas com a diretoria do Tigres, que pede 3 milhões para liberar o jogador que tem contrato com o vice-campeão mundial até dezembro de 2022. Leila já deixou claro que fará o possível para atender as necessidades de Abel Ferreira e Salcedo é visto com uma grande oportunidade de mercado na Academia de Futebol.

O mexicano aparentemente tem mostrado muita vontade de atuar pelo time paulista. Durante toda sexta-feira (7), o Mexicano tem interagido com a torcida que canta e vibra nas redes sociais. O jogador tem curtido tanto no Instagram quando no twitter as publicações que os torcedores vem pedindo sua contratação.

Carlos Salcedo está no radar do Palmeiras. Foto: Leopoldo Smith/Getty Images

O grande empecilho é que o Porto, de Portugal também tem interesse em comprar Salcedo. A tendência é que a novela se resolva antes do dia 24, data limite que o Alviverde tem para inscrever o seus atletas para o Mundial. Além do mexicano, Leila Pereira e Barros tem em seu radar o zagueiro Segovia, do Independiente Del Valle e Marcos Rojo, do Boca Juniors.

Por Uliana Marcelo/Bola Vip