Operação Série D 2020: Presidente do Vitória da Conquista comenta planejamento do time

Vitória da Conquista – O Vitória da Conquista encerrou a sua participação no Campeonato Baiano no dia 26 de julho com o triunfo sobre a equipe do Jacobina por 3×1, no Lomantão. O Alviverde ficou na sétima colocação na tabela de classificação com 10 pontos, um desempenho que ficou abaixo do que se esperava para este ano.

No entanto, o Bode ainda disputará a Série D do Campeonato Brasileiro em 2020, vaga que o time conseguiu após a campanha do Baianão 2019, aonde chegou às semifinais da competição.

Ederlane Amorim fala sobre as dificuldades para a disputa da Série D (Foto: Bahia Esportiva)

A última vez que o ECPP disputou a quarta divisão do futebol nacional foi em 2018, naquela ocasião a equipe ficou no terceiro lugar com oito pontos no grupo A9, que tinha como adversários: Treze-PB, Itabaiana-SE e Santa Rita-AL.

Neste ano, o grupo do Vitória da Conquista conta com ABC-RN, Central-PE, Coruripe-AL, Frei Paulistano-SE, Itabaiana-SE, Jacyobá-AL e Potiguar-RN.

Contudo, o presidente do clube, Ederlane Amorim, comenta que a equipe passa por dificuldades em consequência da pandemia da Covid-19 e que o clube tem buscado muitas parcerias para manter o time na disputa da Série D: “Não temos condições nenhuma de disputar essa competição, estamos buscando parcerias com alguns empresários e investidores que já tem alguma relação com o clube. Por nossas pernas não teríamos nenhuma condição”.

Além disso, o dirigente diz que o clube está montando o elenco com o improviso, mas que espera um bom resultado na competição. A CBF além de conceder um auxílio de 120 mil reais para todas as equipes que estão na disputa da Série D, ainda vai arcar com os custos de transporte e hospedagem para os times, assim como em anos anteriores. Porém, Amorim comenta que não é o bastante para conseguir manter a equipe: “Há 4-5 anos a CBF vem pagando o deslocamento e as hospedagens, mas o mais complicado é a folha de pagamento. Não se faz nada sem dinheiro, muito menos futebol. A gente tem que contar com a boa vontade dos jogadores locais que estão se sacrificando, jogando de forma abnegada a maioria deles”.

O Alviverde tem problemas com as fontes de receita, que após a pandemia da Covid-19 foram interrompidas, a equipe não tem mais o apoio da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista. O time perdeu também outros patrocinadores e bilheteria, esta última por conta da determinação que os jogos sejam realizados com portões fechados para a torcida.

Para o cargo de treinador, o Bode trouxe o boliviano Joaquin Monasterio, que é ex-jogador de futebol e que começou a sua carreira de técnico nas divisões de base do Oriente Petrolero-BOL. Ederlane conta que o treinador já estava em observação por parte do clube e revela como foi a sua vinda para o ECPP: “A gente que lida com futebol não começa a contratar jogadores quando começa uma competição ou treinador, já temos um banco de dados que ele já fica sob cuidados, para você ir monitorando e tomando informações para quando a oportunidade aparecer você ter uma direção para encontrar esses profissionais. Desde a última vez que Evandro Guimarães trabalhou aqui em 2016, recebemos uma visita de empresários e investidores bolivianos e eles vem sempre indicando jogadores e treinadores”.

Mesmo sem experiência ainda em equipes profissionais, Amorim vê com otimismo a contratação do técnico boliviano: “É um treinador que apesar de ser jovem e não ter tanta experiência com equipes principais, para o momento que estamos atravessando se deu a oportunidade. A gente tem total confiança no trabalho que foi realizado, treinadores como Evandro Guimarães e Ubirajara Veiga conhecem o trabalho desse profissional. Houve todo um acervo de informações em cima dele, não estamos trazendo ninguém atirando para qualquer lado. Temos uma relação de anos com esse grupo que está detrás dessa contratação”.

O elenco do Vitória da Conquista se apresenta na próxima segunda-feira (24), o time volta a campo no dia 20 de setembro contra o Coruripe-AL, às 17h, no Estádio Lomanto Júnior, em Vitória da Conquista.

Por Vinícius Bronze/Diário Esportivo

Comentários