Nova diretoria do Eunápolis Esporte Clube buscará retorno ao futebol profissional

O Eunápolis Esporte Clube tem um novo presidente. Eleito e empossado em dezembro por aclamação pelos conselheiros, Mauricio Cesar, assumiu o comando do Tigrão do Extremo Sul e tem como principal objetivo atingir duas metas: reformular as categorias de base e recolocar o time no futebol profissional.

As eleições ocorridas, seguindo todos os trâmites jurídicos e em concordância com o Estatuto do Clube, além de Mauricio Cesar como presidente, tem na vice-Presidência a empresária Elizabeth Checon Dantas. Junto com este novo corpo Diretivo, junta-se um time formado por profissionais das mais diversas áreas profissionais de Eunápolis que a partir de agora abraçam o Tigrão para que ele renasça e volte a dar orgulho a todos os eunapolitanos.

Desde que disputou sua última partida no futebol profissional da Bahia, o Eunápolis Esporte Clube interrompeu a sua gloriosa história nascida dos sonhos de alguns desportistas que, de maneira abnegada, ousaram criar um time profissional na cidade.

Já se vão quase 39 anos desde que as conversas iniciadas nas rodas de amigos ganharam forma, cores, escudo e até um mascote. Ainda bem que as paixões nunca acabam, no máximo adormecem e não foi diferente com o Tigrão do extremo sul. O amor à primeira vista e a história que ficou eternizada no manto preto e branco tendo como sua força o imponente Tigre, estão renascendo prontos para encher de orgulho toda uma cidade.

Movidos pelo desejo de novamente verem as cores do manto sagrado sendo destaque no cenário das disputas do futebol baiano e brasileiro, o Eunápolis Esporte Clube tem como umas das suas prioridades, o resgate do futebol profissional da cidade, a nova Diretoria entende que é hora de arregaçar as mangas para estruturar os departamentos e iniciar os preparativos para amistosos e competições.

“Não faltarão empenho e dedicação para que o nosso Tigrão seja porta de entrada de jovens que nas várias categorias buscarão não apenas uma chance no futebol, mas também uma oportunidade de se tornar um cidadão melhor”, afirma o novo presidente do clube, Mauricio Cesar.

Irmanados a partir de agora no renascimento do Tigrão do Extremo Sul, a atual Diretoria não poderia deixar de enaltecer o trabalho de Luciano Santos Ferreira por ter, mesmo com todas as dificuldades, conseguido a anistia da dívida do clube com a Federação Baiana de Futebol.

Registramos aqui a nossa homenagem aos heróis que no ano de 1994 em jogo histórico frente a Jacuipense garantiram em campo o acesso à série B do campeonato baiano. Goleiros. Ado (in memorian), Paulo e Derrander, laterais Cafu, Dadico, Rubens e Nazaré,Zagueiros Sacola, Normando, Aguinoel e Amaral, meio campo Fabrício, Cosme, Carlinhos Fofao, Gildo e Dico Maradona. Atacantes: Alexandre, Rocha, Duda, Neridal, Nei Baiano, Nei Carioca. Comissão Técnica. Técnico Bico de Pato, Preparador físico Laelson Lopes, Diretor de Futebol Nereu Santana, Supervisor Geronimo (GG), Massagista Zé do Botão, Roupeiro Mudo. Diretoria Presidente Dr. Tercio, Presidente do Conselho Deliberativo Arildo Mai, Assessor de Imprensa Mauricio Cesar. Foi por meio dessa gente apaixonada por futebol que nasceu o Tigrão do Extremo Sul.

Por José Edílson

Comentários