Mudança no rebaixamento e arbitragem paga pela FBF são novidades no Baianão 2022

O maior campeonato estadual do Norte Nordeste do país já tem data para começar em 2022. A próxima edição do Baianão será iniciada em 19 de janeiro, com encerramento previsto para 3 de abril.

Nesta sexta-feira (19), dois meses antes de a bola rolar, a Federação Bahiana de Futebol reuniu os clubes participantes para definição da fórmula de disputa do campeonato.

A reunião do Conselho Técnico contou com participação de representantes de todos os dez clubes envolvidos na disputa: Atlético, Bahia, Bahia de Feira, Barcelona, Doce Mel, Jacuipense, Juazeirense, UNIRB, Vitória e ECPP Vitória da Conquista.

Pela entidade máxima do futebol baiano, compareceram o presidente, Ricardo Lima, o vice-presidente, Manfredo Lessa, a diretora de competições, Taíse Galvão, o diretor de registros e transferências, Felipe Quadros, e o diretor administrativo e financeiro, Marcelo Araújo. Também compuseram a mesa diretora do evento o comandante do Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos (BEPE), Ten Cel PM Elbert Vinhático, o presidente do Sindicato dos Atletas Profissionais da Bahia (Sindap-BA), Osni Lopes, e o diretor geral do Irdeb/TVE, Flávio Gonçalves.

Fórmula – No evento, a fórmula de disputa foi definida. Os dez clubes irão compor o mesmo grupo na fase de classificação, que será realizada com jogos apenas de ida.

Avançarão para a semifinal os quatro melhores colocados da primeira fase. Eles serão divididos em dois novos grupos (4ª do grupo 1 x 1º do grupo 1 e 3º do grupo 1 x 2º do grupo 1). Os jogos da segunda fase acontecerão no sistema de ida e volta.

Os dois melhores de cada grupo farão a final do Baianão, também em dois confrontos.

Novidades – O Baianão 2022 terá como principal novidade a mudança no descenso. Serão rebaixados para a Série B do Baianão 2023 o penúltimo e o último colocados da fase de classificação. Com isso, ascenderão à Série A de 2023 o campeão e o vice-campeão da Série B de 2022. 

Mas, para que rebaixamento de duas equipes e acesso de outras duas sejam confirmados, a Série B do Baianão 2022 precisará ser disputada por no mínimo dez clubes. Caso a competição venha a ser disputada por número inferior a dez equipes, independentemente do número inicial de inscritos, apenas a equipe que ficar em último lugar na fase de classificação da Série A será rebaixada. Da mesma forma, apenas o campeão da Série B ascenderá à elite do estadual. 

Fica claro, portanto, que é condição para o rebaixamento de duas equipes a realização da Série B com o mínimo de dez participantes em 2022.

O critério, proposto pela FBF, foi aprovado por 8 votos a 3, com voto favorável também do representante dos atletas. Apenas ECPP Vitória da Conquista, UNIRB e Doce Mel foram contrários. 

Outa novidade diz respeito às transmissões de jogos pela TVE, emissora detentora dos direitos da competição. O diretor Flávio Gonçalves anunciou que tentará transmitir 48 jogos em TV aberta, o que garantiria o maior número de transmissões da história da competição. Em 2021, foram 27 jogos transmitidos. 

Além disso, a FBF arcará com os custos de arbitragem de todos os jogos da fase de classificação do campeonato. Mais uma medida para reduzir os custos dos participantes, que poderão investir em suas equipes.

Vagas – A Série A do Baianão 2022 dará vagas na Copa do Brasil de 2023 ao campeão, vice-campeão e terceiro colocado. Para a Copa do Nordeste 2023, terá direito à primeira vaga o campeão baiano.

A segunda vaga na competição regional será do clube mais bem posicionado  no Ranking Nacional de Clubes da CBF. Já a terceira vaga, para a pré-Copa do Nordeste, será do clube que tiver a melhor colocação no Baianão, excluindo os presentes na primeira e segunda vagas.

Caso o clube da primeira vaga não esteja disputando as Séries A ou B do Brasileirão, a terceira vaga da Copa do Nordeste será destinada ao clube com a segunda melhor colocação no Ranking Nacional de Clubes da CBF.

Já para a Série D do Brasileirão 2023, terão direito às duas vagas as equipes melhores colocadas do Baianão 2022, desde que não sejam integrantes das outras séries do campeonato nacional. Ficará reservada, ainda, uma terceira vaga na Série D para a equipe campeã da competição que a FBF realizar no segundo semestre de 2022, com cinco clubes da Série A e cinco da Série B.

Critérios de desempate – Quanto aos critérios de desempate do Baianão, não houve mudança. Seguem, nesta ordem: Maior número de vitórias, maior saldo de gols, maior número de gols marcados, maior número de pontos ganhos no confronto direto, maior saldo de gols no confronto direto, menor número de cartões vermelhos recebidos pela equipe ao longo da competição, menor número de cartões amarelos recebidos e, por fim, sorteio.

Ao final do evento, o presidente do Atlético de Alagoinhas, Albino Leite, homenageou o presidente da FBF, Ricardo Lima, com a camisa do primeiro título baiano do Carcará, conquistado neste ano. O dirigente agradeceu o apoio da entidade ao clube.

A tabela de jogos e o regulamento do Baianão 2022 serão apresentados em breve. A FBF aguarda a definição das datas da Copa do Nordeste, pela CBF, para fazer a conciliação dos jogos.

Por ASCOM FBF

Comentários