Massa anuncia aposentadoria da Fórmula 1 e garante: ‘Desta vez é de verdade’

O brasileiro Felipe Massa anunciou neste sábado, através de suas redes sociais, que irá se aposentar em definitivo da Fórmula 1 ao final deste temporada.

Em curto comunicado, o piloto de 36 anos garantiu que desta vez irá mesmo abandonar a categoria, ao contrário do que aconteceu no ano passado, quando afirmou que iria parar, mas, a pedido da Williams, resolveu correr por mais um ano.

“Fala, pessoal! Como vocês sabem, no ano passado eu anunciei que iria encerrar minha carreira na Fórmula 1, a Williams me pediu para continuar mais uma temporada e eu continuei. Mas desta vez é verdade. Minhas últimas corridas de Fórmula 1 serão em Interlagos, no Brasil, e em Abu Dhabi”, afirmou.

Massa ainda aproveitou para agradecer aos familiares, amigos e fãs e pediram que continuem torcendo por eles em “outras categorias”. Contudo, não revelou que categorias seriam essas.

“Em Abu Dhabi, gostaria de agradecer todo o carinho e suporte da minha família, dos meus amigos, dos meus patrocinadores e de todos vocês que torceram por mim durante todo esse tempo, e que continuem torcendo por mim em outras categorias e campeonatos pela frente. Nos vemos no Brasil e em Abu Dhabi. Um grande beijo a todos e valeu!”, encerrou.

Assinando contrato com a Ferrari após se destacar na F3000, Felipe Massa iniciou sua trajetória na Fórmula 1 com a Sauber, cedido por empréstimo pela escudeira italiana, em que permaneceu por três temporadas.

Em 2003, ele teve um hiato após desentendimentos com o chefe da equipe, que pediu a ele para ceder sua posição a Nick Heidfeld, fato negado pelo brasileiro.

Três anos mais tarde se transferiu para a Ferrari, assumindo o lugar de Rubens Barrichello, escuderia em que viveu seus momentos mais vitoriosos, ajudando Kimi Raikkonen a vencer o campeonato de 2007 e faturando o vice no ano seguinte.

O que Massa não esperava era sofrer um acidente anos depois justamente por conta de uma mola que se soltou do carro de Rubinho em 2009.

Após ficar afastado para se recuperar do ocorrido, ele voltou às pistas em 2010, mas não reencontrou seu melhor desempenho e além disso teve de lidar com o protagonismo de Alonso na escudeira italiana, que antes era seu.

Desde 2014, ele vinha pilotando pela Williams, e chegou a anunciar sua aposentadoria pela 1ª vez no final do ano passado. No entanto, seguiu correndo por mais uma temporada a pedido da equipe, encerrando de vez sua passagem na F1 neste ano.

Ao todo, ele acumula até hoje 11 vitórias e 41 pódios em 270 corridas, tendo somado 1.160 pontos na carreira.

Logo depois do anúncio da aposentadoria de Felipe Massa, a Williams soltou uma nota confirmando a não extensão de contrato e que agradecia por todo o trabalho realizado junto com a equipe.

Por ESPN.com.br

Comentários