Jogadores da seleção de Itamaraju prometem brigar ainda pela liderança do grupo

Mesmo não sendo mais possível conquistar a primeira colocação no grupo dependendo apenas de si, comissão técnica e jogadores da seleção de Itamaraju estão confiantes de que essa façanha seja alcançada. Para tanto precisa vencer respectivamente, Itabela no próximo domingo, 03/09, às 15h, no Barbozão e posteriormente Eunápolis no Araújão. Desta forma chegaria aos 11 pontos na taba de classificação e ficaria na torcida para que Itabela hoje com 08 pontos, caso vença Teixeira de Freitas na última rodada que é mais logico, porém, por um placar mínimo.

Não satisfeitos com o que apresentou até o momento, comissão técnica e jogadores abriram mão da folga a qual faz jus e retomaram o trabalho desde ontem (segunda-feira), prosseguindo hoje em regime de tempo integral.

No domingo logo após o encerramento da partida no estádio Tomatão (Teixeira de Freitas), torcedores protestaram em coro contra os jogadores da seleção, mas, diante do que observamos, o apoio costumeiro ao time retornará para que aconteça a almejada vitória frente a Itabela.

As críticas que não são poucas, advêm mais devido ao posicionamento da equipe no seu grupo, acredito. Se Itamaraju fosse o segundo colocado talvez o torcedor estivesse menos incomodado.

O que se observa no torcedor itamarajuense e que ele não aceita de maneira alguma perder para os principais rivais, hoje, Itabela e Eunápolis. O time poderia até perder para Teixeira de Freitas, porém, se tivesse vencido os rivais com certeza a cobrança seria bem menor.

O torcedor tem o direito de cobrar mesmo. Ele paga seu ingresso e por isso não abre mão de um retorno positivo que são as vitorias.

O risco de uma desclassificação existe sim, mas isso é coisa que não passa pela cabeça de ninguém.

Não há motivo algum para desespero. Porque se desesperar se a classificação que com certeza virá depende única e exclusivamente dos esforços da nossa seleção, inclusive em primeiro lugar, consoante acima narramos. Essa de que o técnico Moises Alves deva fazer coisas erradas para ver se dá certo, é uma colocação um tanto quanto fora de propósito.

O trabalho realizado nesta tarde foi de marcação e arremates. Posteriormente, treinou cruzamentos apenas para aqueles jogadores que melhor se sobressai principalmente no cabeceio. O negativo neste fundamento é que o próprio treinador era quem executava os cruzamentos, por isso a tamanha precisão. Só que no jogo ele estará apenas a beira do gramado.

Amanhã, talvez com o retorno do capitão Gil Borges, aparentemente recuperado de contusão, acontecerá o primeiro coletivo da semana, e a expectativa é se haverá ou não modificações.

Por Antônio Reis Viana/Os Feras das Bola

Comentários