Japão anuncia adiamento da Olimpíada por um ano

O primeiro ministro do Japão anunciou na manhã desta terça-feira, 23, o adiamento dos Jogos Olímpicos por um ano.

Em entrevista coletiva, o líder japonês disse que chegou a um acordo com o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, redefinindo a data do evento esportivo.

Os jogos ainda não tem uma nova data, mas, inicialmente, está previsto para julho de 2021_ quando é verão no hemisfério norte.

Esta é a primeira vez desde a Segunda Guerra Mundial que a Olímpiada é adiada. Anteriormente, o evento foi cancelado em 1916 durante a Primeira Guerra Mundial e em 1940 e 1944 na segunda. Apesar do adiamento, a Olimpíada deve continuar com o nome de Tokyo 2020.

A mudança atende às recentes manifestações de países como Canadá e Austrália, que anunciaram que não participariam dos jogos marcados para o início de julho.

Brasil defendeu adiamento dos jogos

Recentemente, o Comitê Olímpico do Brasil emitiu uma nota onde defendeu a transferência dos jogos olímpicos para 2021. “A posição do COB se dá por conta do notório agravamento da pandemia do COVID-19, que já infectou 250 mil pessoas em todo o mundo, e pela consequente dificuldade dos atletas de manterem seu melhor nível competitivo pela necessidade de paralisação dos treinos e competições em escala global”.

“Luz no fim do túnel”

No comunicado oficial, o COI ressaltou que a realização dos jogos 2021 pode ser encarada como uma “luz no fim do tunel” em meio à crise da pandemia.

Desde o surto da doença se espalhou, a pandemia já atingiu mais de 390 mil pessoas segundo o levantamento da universidade Johns Hopkins e deixou mais de 17 mil mortos.

Fonte: catracalivre.com.br

Comentários