Jacy Rocha e ONG AMAR são os mais novos integrantes da elite do futebol de Itamaraju em 2019

Na tarde deste domingo, 25/03, no Barbozão aconteceu duas partidas pelas semifinais do municipal da segunda divisão edição/2018.

Num jogo disputadíssimo na preliminar, Lacoruna e Jacy Rocha empataram no tempo regulamentar por 02 A 02. Nos tiros livres da marca penal o Jacy Rocha levou a melhor e venceu por 04 a 02, conquistando assim a primeira vaga para a elite do futebol de Itamaraju. O Lacoruna bem que poderia ter matado jogo. Esteve por duas vezes a frente do marcador, inclusive com chances claras para ampliá-lo, porém deu mole. E como diria o Filosofo, a bola pune! E como pune. O time abre o placar, leva o empate, faz o segundo e leva novamente o empate. Como castigo maior, foi eliminado nos pênaltis.

Coincidência ou não, o Jacy Rocha nas duas oportunidades em que passa pela elite (1ª divisão) conseguiu digamos, através de convite. Na primeira vez foi devido a desistência de um dos clubes que por problemas dos quais não me recordo acabou desistindo deixando a vaga para o clube em questão que por ser o primeiro na ordem fora convidado pelo então presidente José Orlando, porém caiu no ano seguinte.

Desta feita numa situação distinta da anterior, pois ficara na 17ª posição, numa seletiva em que classificou apenas os 16 (dezesseis) clubes mais bem colocados. Forma essa encontrada pelo Rogerio, hoje presidente da LFI, que quando da sua campanha para o pleito, disse que se eleito fosse, enxugaria a segunda divisão. Dito e feito.

O Jacy Rocha (Preto) tem uma reza forte diria um amigo meu. Quando se realizou o arbitral para o certame/2018, lá estava não só o Preto (presidente), o primeiro da lista, mais também muitos outros presidentes de clubes para ser mais sincero, todos na expectativa de que houvesse(m) desistência(s).

Rapaz, não é que aos 45 do segundo tempo o Topa Tudo (Lourinho) pede o boné dando assim de mão beijada a vaga para o Jacy Rocha, este que agradeceu demais. E como agradeceu. Agradeceu tanto que se não houvesse a deixa do Topa Tudo, ele hoje (este ano) disputaria a seletiva visando retornar no ano vindouro a segunda divisão e não a elite. Mas, conquistou a tão sonhada vaga, suando é bom ressaltar.

Voltando a falar do jogo, o resultado foi 2 a 2 no tempo regulamentar. Enquanto que nos tiros livres da marca penal, o Jacy Rocha venceu por 4 a 2.

O jogo de fundo. Esse sim, que jogo! Ong Amar e Trevo do Parque protagonizaram a melhor partida do campeonato, evidente, dentre as que acompanhei. A Ong Amar esta foi a terceira vez em que vi a equipe atuar. Quanto ao seu adversário o Trevo do Parque, foi a primeira. Todavia me atrevo a dizer, dentre todas as equipes as quais vi atuando, são as melhores.

A ONG AMAR tem um time levíssimo. Jogadores de meio-campo que além da movimentação constante, distribuem a bola muito bem. Dois atacantes embora fominhas, são dos melhores da competição. Na retaguarda, conta com a segurança do arqueiro Dorval, este acompanhado pela experiência do Bicampeão Burguesa (Intermunicipal) bem como do zagueiro gordo que é seleção de Porto Seguro. Tem ainda na lateral, os garotos, Danilo e Marcos Paulo que estão jogando uma bola redondinha. Forte candidato ao título.

Quanto ao Trevo do Parque, trata-se de uma equipe que possui bons valores, porem peca no sistema defensivo, apesar de ter um ótimo zagueiro que mesmo não tendo uma estatura dos beques da atualidade é muito eficiente. No meio campo tem também bons nomes, como, o Taoca, Irati e principalmente o veterano Erlanio. Jogador canhoto que enxerga o jogo, além da precisão no passe. O Trevo não perdeu para qualquer time não. Final, ONG AMAR 4 x 1 Trevo do parque.

Quanto a finalíssima acontecerá no dia 08/04, pela manhã, uma vez que a seleção de Itamaraju receberá Alcobaça no jogo de volta, as 15 horas pela Copa do Descobrimento.

Por Antônio Reis Viana/Os Feras da Bola

Comentários