Governo ajudou Flamengo a viabilizar viagem para fechar com Torrent

Em tempos de pandemia, a entrada de cidadãos brasileiros na Europa está cercada de restrições, mas o Ministério das Relações Exteriores acelerou os trâmites que permitiram a viagem do diretor Bruno Spindel, do Flamengo, em viagem que culminou na contratação de Domènec Torrent.

Apenas cidadãos que embarcam em missão profissional conseguem driblar tantas restrições de quarentena, algo exigido aos turistas. As autoridades brasileiras contataram os espanhóis, providenciaram comprovantes que justificassem tal status – mesmo sem qualquer contrato celebrado na viagem – ao embarque e viabilizaram a ida de Spindel para a Espanha. Por ter passaporte português, Marcos Braz não passou por esse processo.

Fonte: UOL Esportes

Comentários