Goleiros foram responsáveis por muitos gols na 2ª divisão itamarajuense

Itamaraju – Dizem os entendidos que um grande time de futebol começa por um grande goleiro, tese que não se confirma quando se refere a alguns goleiros do futebol itamarajuense. Neste domingo, 19/03, quando teve início a segunda fase do campeonato, alguns clubes saíram de campo derrotados e quiçá eliminados da competição tal foi a participação negativa de seus goleiros, principalmente nos jogos da tarde realizados na Urbis II.

Dos três jogos em que acompanhamos, talvez o que podemos dizer que o goleiro não foi tão culpado, pelo fato de jogar improvisado já que é atacante de oficio e, diga-se de passagem, bom atacante foi o Chal do Uruçuca, ele que substituíra o titular Marquinho que devido a perda do pai no meio de semana não reunia condição para ir a campo.

O Uruçuca que por sua vez se confrontava com o Vila Verde no Corujão, este que era tido por muitos como favorito não só para vencer o duelo bem como ganhar o certame. O Vila Verde venceu é verdade, mas, o Uruçuca jogou de igual para igual e chegou a estar melhor em campo em boa parte do jogo, inclusive tendo boas chances de abrir o marcador ainda no primeiro tempo, porém, lhe faltava alguém para colocar a bola na rede. E como narramos acima, o seu principal atacante é justamente o Chal que estava no gol (goleiro) tornando a coisa mais difícil ainda.

O Vila Verde passou a levar perigo ao adversário a partir dos 18 minutos da segunda etapa, quando o Savio, seu treinador promoveu a entrada do garoto Tassio, este que deu maior movimentação fazendo com que o próprio Roni e o Arthur aparecessem mais no jogo e consequentemente levou mais perigo ao gol adversário. Gol este que saiu aos 32 minutos da etapa final através de um escanteio em que o próprio Tassio que momentos antes havia perdido uma grande chance, desta feita escorou certo também de cabeça para o fundo após bobeada do goleiro decretando a vitória do seu time que se mantem a frente dos demais com 100% de aproveitamento. Abaixo a escalação das equipes:

Uruçuca jogou e perdeu com: Chal; Emerson (Índio), Nairan, Chapoca e Railan; Baby, Gideilton (Caique), Chapolin e Henrique; Braz (Jhone) e Beto (Dane). Suplentes: Jhone, Índio, Nilson, Dane e Leo. Técnico: Regis.

Vila Verde jogou e venceu com: Uelton; Leo Caverna (Tassio), Burguesa, Caique e Matheus (Reinan); Narcisio, Celo, Joabson e Rodrigo (Anderson); Arthur e Rone. Suplentes: Anderson, Tassio, Checão e Reinan. Os gols foram marcados por Tassio. Técnico: Sávio.

Agora falando da Urbis II cuja foi palco de três jogos, local em que os goleiros simplesmente jogaram contra o patrimônio, isto em se tratando apenas dos jogos da tarde, os quais acompanhamos. O primeiro jogo vimos pela metade, enquanto que o segundo acompanhamos na integra. Quanto ao jogo preliminar entre Cruz do Ouro e Ong Amar, segundo informações, o goleiro falhou em um dos dois tentos em que levou no primeiro tempo. Já na segunda etapa observamos falhas diversas, inclusive numa em que se transformou em gol. Portanto não podemos creditar a derrota somente a ele não, mais a sua contribuição foi grande para um resultado negativo de sua equipe que fazia um jogo parelho com o adversário. Infelizmente não temos a ficha técnica deste confronto.

Já o jogo de fundo foi marcado por muitas nuances. A expectativa era muito grande em cima do badalado Real Atléticoque trouxe o experiente Negão para o gol, tendo ainda muitos jovens da cidade bem como algumas peças oriundas de cidades da região. O Real abriu o marcador através de Pithula, aos 12 minutos, porem a AMBAM respondeu logo em seguida, isto aos 15 minutos do primeiro tempo por intermédio de Charles que empatou a peleja. Não demorou muito e o Real voltou a desempatar por volta dos 20 minutos ainda do primeiro tempo, tento marcador por Thiaguinho. A partida ficou equilibrada até os 21 minutos do segundo tempo, foi quando Vini saiu do banco e mesmo machucado pois sofrera um pequeno acidente de moto segundo informações, deu outra dinâmica ao ataque; marcou o terceiro gol e ainda deu uma assistência para Barichelli fechar o placar aos 30 minutos. Final, Real Atlético 4 x 1 AMBAM. Reiterando que o arqueiro do AMBAM falhou em pelo menos dois gols.

Ambam jogou e perdeu com: Vini; Marquinho, Uelton, Roger e Flávio; André Mango, João Experiente, Furo Coco (Bell) e Jocélio (Sandrão); Charles e Xuxu. Suplentes: Sandrão, Bell e Matheus. O gol foi marcado por Charles. Técnico: Quatti.

Real Atlético jogou e venceu com: Negão; Marcos Paulo, João Gabriel (Zubu), Guilherme e Ratinho; Pithula, Diego Oropa, Marlos (Danilo) e Thiaguinho; Barichelli (Cimar) e Lucas (Vini). Suplentes: Rodrigo, Vinicius, Zubu, Danilo, Cimar, Rafael, Pagode, Sandrinho e Vini. Os gols foram marcados por Pithula, Thiaguinho, Vini e Barichelli. Técnico: Galego. Massagista: João Stuart.

Os dois perdedores, tanto Cruz do Ouro no primeiro, quanto AMBAM no jogo de fundo podem ter selado suas eliminações hoje devida má jornada de seus goleiros, afinal não se trata de nenhum Barcelona, embora tenham ambos tenha feito bom jogo.

Por Antônio Reis/Os Fera da Bola

Fotos: Henrique Peixoto

Comentários