Globo cobra CBF e exige o fim da lentidão do VAR

Rodam pelo mundo as imagens do goleiro do Botafogo, Gatito, chutando o VAR, após a derrota do Botafogo para o Internacional, no sábado.

Os árbitros de vídeo no Brasil estão conseguindo desmoralizar o VAR.

As principais reclamações são as demoras excessivas, inexplicáveis, já que o método de análise é igual no mundo todo.

Para piorar as coisas, por aqui, os árbitros estão repassando decisões que seriam suas no gramado, para o vídeo.

A cúpula da Globo já estava incomodada com a situação. As reclamações já eram muitas.

O chute de Gatito na aparelhagem, que deverá custar seis jogos de suspensão, foi um alerta.

Mas a gota d’água foi ontem.

Na partida entre Santos e Flamengo.

Foram quase dez minutos para duas análises do VAR sobre dois gols ilegais do Santos.

A partida estava sendo mostrada para quase todo o Brasil, pela emissora carioca.

Com exceção de Pernambuco, Rio Grande do Sul e Minas Gerais.

O vexame comandado pelo árbitro Wilton Pereira Sampaio, esperando, pateticamente, a decisão do VAR não passou em branco.

E teve consequências, além da invasão do gramado por parte dos dirigentes do Santos, Pedro Doria e Matheus Rodrigues, membros do Comitê de Gestão do Peixe, e Jorge Andrade, gerente de futebol.

“Tiraram dois gols nossos.” “O VAR está tomando conta dessa merda.”” Eles querem mandar no jogo.” Foram frases que o árbitro relatou que ter ouvido, aos gritos.

Fonte: R7

Comentários