Final do Baianão mostra o crescimento dos times do interior, diz presidente da FBF

O presidente da Federação Bahiana de Futebol (FBF), Ricardo Lima, exaltou a final do Campeonato Baiano disputada entre clubes do interior. Neste domingo (23), o Atlético de Alagoinhas venceu o Bahia de Feira por 3 a 2, de virada, na Arena Cajueiro, pelo segundo jogo do confronto, e conquistou o título estadual pela primeira vez na sua história.

Presidente da FBF (Arisson Marinho/ CORREIO)

“É um momento histórico! A gente fica feliz principalmente por ter concluído um trabalho, entregue um campeonato à toda sociedade baiana com êxito. Esse é o foco principal”, afirmou em entrevista à TVE Bahia. “Mostra o crescimento dos times do interior. Podemos dizer que não é nenhuma novidade, nós temos aqui o finalista do ano passado, que é o Atlético de Alagoinhas, e o finalista de 2019 que foi o Bahia de Feira. Mostra o processo de continuidade, de maturação, principalmente das gestões de ambos os presidentes, Albino Leite (Atlético de Alagoinhas) e Jodilton Souza (Bahia de Feira), que fazem excelente trabalho. A gente quer parabenizar e mais uma vez agradecê-los”, completou.

Uma das principais novidades do Baianão 2021 foi a premiação em dinheiro paga aos quatro semifinalistas. O Atlético de Alagoinhas embolsou R$ 135 mil por ter sido campeão. Já o vice-campeão Bahia de Feira vai receber R$ 100 mil e também ganhou um troféu de prata. Enquanto a Juazeirense, que ficou com a terceira posição ganhou R$ 66 mil, e a quarta posição rendeu R$ 33 mil ao Bahia.

Fonte: Bahia Notícias

Comentários