Em meio à polêmicas, Presidente do Flu de Feira entrega carta de renúncia

Em meio à polêmicas envolvendo sua gestão à frente do Fluminense de Feira, o presidente Deraldo Conceição entregou na manhã desta segunda-feira (22) a sua carta de renúncia do cargo ao presidente do Conselho Deliberativo do clube, Raimundo Gomes dos Santos.

O agora ex-mandatário do Touro do Sertão informou que a possibilidade de agravamento de alguns problemas de saúde, devido ao estresse causado por vários problemas internos, teriam o motivado à tomar a atitude, exatamente 2 meses depois do início de seu mandato.

Deraldão, de camisa branca, ficou exatamente 60 dias como presidente do Flu de Feira. (Foto: Bocão News).

“Agora está livre para eles entrarem e mostrarem o serviço deles que estavam por de trás. O presidente do Conselho Deliberativo vai fazer eleição. Tem 30 dias para fazer ou ele pode fazer antes. Acho até que vai fazer antes”, disse em entrevista à Rádio Transamérica de Salvador. “Meu vice já tinha renunciado também. Ele não tinha aguentado muita coisa também”, completou.

Marcado por crises internas como o corte de energia elétrica e a recente denúncia de falta de alimentos no CT do clube, o curto período de Deraldão, como é conhecido, à frente do tricolor gerou muita repercussão em todo o estado. O dirigente havia sido eleito para um mandato tampão, após a saída do deputado estadual Pastor Tom (PSL) da presidência do Fluminense.

“Eu quero viver mais um pouco e quero viver de paz com a vida e comigo mesmo. Não dá para mim não”, finalizou.

O próximo compromisso do Fluminense é diante do Jacuipense, pela 7ª rodada do Baianão, no dia 4 de abril, em Pituaçu. O Touro do Sertão ocupa atualmente a 8ª colocação do campeonato, com 5 pontos. 

Confira abaixo a íntegra da carta de renúncia de Deraldão:

Carta de renúncia entregue por Deraldão ao Conselho Deliberativo do clube. (Foto: GE).

Por Igor Novaes

Comentários