Douglas Costa aceita proposta do Grêmio, e retorno só depende de liberação da Juventus

Douglas Costa e Grêmio estão acertados para o retorno do atacante ao clube depois de 11 anos na Europa. Em reunião na manhã desta quarta-feira, o atacante aceitou a proposta do Tricolor, mas o anúncio da contratação ainda depende da liberação da Juventus, da Itália.

Douglas Costa Juventus — Foto: Reuters

O próprio jogador deve negociar nos próximos dias com o clube italiano, com quem tem contrato até o final de junho de 2022. Se liberado, assina contrato de dois anos e meio com o Grêmio, com possível extensão a três anos. Douglas Costa estava emprestado ao Bayern, e o clube de Turim já sinalizou que não pretende contar com ele na próxima temporada.

Em contato com o ge, o vice-presidente de futebol do Grêmio, Marcos Hermann, falou sobre as tratativas e elogiou os esforços do jogador para um possível final feliz na negociação.

— Fomos convidados a ir na casa do Douglas, pelo Douglas, para conversar a respeito do assunto. Ele fez uma tremenda concessão, vis a vis o que ele recebe na Europa. Nós melhoramos um pouco a nossa condição, que é muito menor do que estava anunciado antes e nos aproximamos muito. Eu diria o seguinte: ele agora tentará a liberação na Juventus. Se a Juventus o liberar, tenho certeza que chegaremos a um acordo. Graças ao esforço que ele fez, em aumentar as concessões para o Grêmio e ao esforço que o Grêmio está fazendo também, que é importante. Mas ele ficará dentro das condições que o Grêmio pode sim pagar — declarou o dirigente.

A negociação é por uma liberação do jogador do vínculo com a Juventus e consequente assinatura em definitivo com o clube gaúcho. O Tricolor irá arcar com cerca de um terço dos salários que o atleta ganhava na Europa, respeitando o limite orçamentário do clube.

Os desdobramentos surgem poucas horas após uma reunião na manhã desta quarta-feira na casa do atacante, em Eldorado do Sul, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Participam do encontro o CEO do clube, Carlos Amodeo, o vice-presidente de futebol Marcos Hermann, o representante do atacante, Jorge Machado, além do próprio jogador.

Fontes próximas ao estafe de Douglas Costa afirmaram que o acerto entre o Grêmio e o jogador está fechado desde a semana passada e que a reunião desta quarta-feira foi para discutir alguns detalhes do contrato, como participação no marketing do clube e em vendas de camisas.

Na semana passada, Herrmann esfriou as tratativas com Douglas Costa por conta dos altos valores envolvidos. Segundo o dirigente, o salário pretendido pelo jogador estava distante do número que o Grêmio poderia pagar, ainda que fosse o maior do atual elenco. Mas essa diferença foi superada.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários