‘Decisão será do Conselho’, afirma Ronaldo sobre desistência da SAF do Cruzeiro

Em vias de finalizar a compra dos 90% das ações da SAF, Ronaldo reforçou o desejo de seguir à frente da gestão do Cruzeiro. Em live na noite de hoje, o ex-jogador, que fez exigências que serão votadas pelo Conselho Deliberativo do clube no próximo dia 4, tranquilizou os torcedores ao dizer que não pretende deixar o projeto. No entanto, assim como no último sábado (19), o dirigente voltou a ressaltar o papel do conselho em sua permanência.

Foto: Gustavo Aleixo / Cruzeiro

“Não vou desistir do Cruzeiro, está longe da minha cabeça, mas as cartas estão na mesa. A minha posição já está muito clara para o Conselho. A gente continua trabalhando aqui firme e forte, mas a decisão vai ser do Conselho do Cruzeiro e não minha”, disse.

O dia 4 de abril será decisivo para o futuro da SAF. Caberá ao Conselho do clube votar o repasse das Tocas 1 e 2 para a gestão de Ronaldo e o pedido de recuperação judicial sugerido pelo Fenômeno. Caso as demandas não sejam aprovadas, Ronaldo promete não finalizar a compra.

Durante o período de transição, Ronaldo optou por fazer mais exigências como garantias para fechar o negócio, o que não caiu bem no conselho em um primeiro momento. O repasse dos centros de treinamentos será uma contrapartida, segundo Ronaldo, já que ele pretende assumir a dívida tributária do clube com a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGNF).

Por Folhapress