Daniel Alves finalmente explica por que esnobou Guardiola e foi para o PSG ao invés do City

AFP PHOTO / FRANCK FIFE (Photo credit should read FRANCK FIFE/AFP/Getty Images)

Em entrevista à revista FourFourTwo, Daniel Alves abriu o jogo sobre a carreira e falou de alguns assuntos. Entre eles está o arrependimento de ter assinado com a Juventus no verão de 2016, e revelou o motivo de ter esnobado o pedido de Pep Guardiola para se juntar a ele no Manchester City e preferir jogar no Paris Saint-Germain na última janela.

Após oito anos jogando pelo Barcelona, o lateral-direito aceitou a proposta de jogar pela Juventus. A mudança ao jogador, no entanto, não foi fácil.

“Eu já havia tomado a decisão de me juntar à Juventus, mas fiz sem olhar para todo o resto e isso afetou algumas pessoas próximas a mim”, disse Dani Alves.

“Não foi muito fácil achar vôos de Turim para ver meus filhos em Barcelona. Para minha companheira também foi difícil achar um emprego – não haviam tantas oportunidades de emprego para ela em Turim”, afirmou.

Ao fim da temporada 2016/2017, tudo parecia certo para que Daniel Alves retornasse a trabalhar com Pep Guardiola, desta vez no Manchester City. Mas ao invés de se juntar ao ex-chefe, preferiu viajar por 11 horas e assinou com o PSG.

“Haviam várias coisas a serem consideradas, e elas me levaram ao PSG”, falou.

“Guardiola era a principal razão, acima de todas as outras, para eu ir jogar no Manchester City. Mas no fim, teve uma oportunidade de me juntar a vários amigos meus no PSG, em uma incrível cidade e em um clube com enorme potencial. Eu sei que posso acrescentar coisas positivas ao clube além do futebol”, confessou o jogador.

Mas o lateral não descartou atuar na Inglaterra antes de encerrar a carreira.

“Fez muito mais sentido para mim escolher Paris ao invés de Manchester desta vez, mas eu não escondo minha admiração por Pep e tenho a ambição de jogar na Premier League no futuro”, concluiu.

Por ESPN.com.br

Comentários