Cristiano Ronaldo se torna maior artilheiro da história em jogos oficiais

Cristiano Ronaldo colocou seu nome em mais uma lista de maiores da história. Logo no primeiro tempo da partida contra o Tottenham, neste sábado (12), o craque português balançou a rede duas vezes. Com isso, ele se tornou o maior artilheiro da história em jogos oficiais (807 gols), ultrapassando Josef Bican (805 gols).
 

Imagem: Jan Kruger/Getty Images

Para completar, ele foi o responsável pela importante vitória do Manchester United sobre o Tottenham por 3 a 2, no Old Trafford. O time de Manchester abriu 1 a 0, levou o empate, fez 2 a 1, levou o empate e, quando o jogo estava terminando, Ronaldo marcou o terceiro —foi seu primeiro “hat trick” (quando um jogador marca três vezes) desde a volta para o futebol inglês. Com o resultado, o United chegou aos 50 pontos e está dentro do G-4 no Campeonato Inglês. O Tottenham é o 7º, com 45.
 

O primeiro gol saiu aos 11 minutos do primeiro tempo, em boa trama de CR7 com Fred. O camisa 7 recebeu bom passe do brasileiro e, com muito espaço, armou um chutaço de fora da área, sem chances de defesa para o goleiro Hugo Lloris.
 

O segundo gol saiu aos 37 minutos, devolvendo a vantagem do United na partida. Matic lançou boa bola para Sancho, que invadiu a grande área e rolou para Cristiano Ronaldo completar para o fundo da rede.
 

Ele balançou a rede pela terceira vez aos 35 minutos do segundo tempo, após cobrança de escanteio de Alex Telles.
 

Cristiano Ronaldo precisou de 1111 partidas para chegar aos 807 gols. Bican, agora o segundo maior artilheiro de todos os tempos, fez os seus 805 gols em 530 partidas. Os gols de CR7 são divididos em: 450 pelo Real Madrid, 136 pelo Manchester United, 115 pela seleção de Portugal, 101 pela Juventus e cinco pelo Sporting.
 

De acordo com a Rec.Sport.Soccer Statistics Foundation (RSSSF), esse é o top-5 de maiores artilheiros de todos os tempos em partidas oficiais:
 

1 – Cristiano Ronaldo (Portugal): 807
2 – Josef Bican (Áustria/Tchecoslováquia): 805
3 – Romário (Brasil): 772
4 – Pelé (Brasil):
5 – 767 Lionel Messi (Argentina): 759

Por Folhapress