Chance de São Paulo cair quase dobra; título corintiano fica menos provável

Bastaram três rodadas para as chances matemáticas mudarem consideravelmente na luta pelo título e na luta contra o rebaixamento.

De acordo com osnúmeros do Soccer Power Index (entenda abaixo), da ESPN, o título do Corinthians deixou de ser tão “garantido” como era outrora, enquanto as chances do São Paulo ser rebaixado para a Série B do Brasileiro saltaram de 17% para 32%.

Então com um jogo a menos que os rivais, o Corinthians aparecia com 75% de chances de ficar com a taça. Com a vitória contra a Chapecoense, na partida que aconteceu posteriormente, a probabilidade seria ainda maior, mas os tropeços contra Vitória, Atlético-GO e Santos fizeram com que a taça, ao menos nas contas, fique um pouco mais distante.

Já o São Paulo somou apenas dois pontos dos últimos nove disputados, empatando dois confrontos diretos, contra Avaí e Ponte Preta, o que fez com que as chances de terminar o campeonato entre os quatro últimos quase dobrassem.  Nesta segunda-feira, o Bahia entra em campo com o Atlético-GO, fechando a 23ª rodada. Dependendo do resultado, as chances do São Paulo podem piorar ainda mais.

Confira os números:

  • Entenda o Soccer Power Index

O Soccer Power Index (SPI) é um índice criado pela ESPN em 2009, com a proposta de analisar o futebol unindo perspectivas objetivas e subjetivas. Atualmente, a ferramenta tem ranking de 24 ligas nacionais de futebol, incluindo a Série A do Brasileiro, e ainda acompanhará a Champions League e a Liga Europa.

A metodologia dos números usa quatro fatores básicos a cada partida – que envolvem os gols marcados e finalizações – para avaliar as performances dos times, criando medições ofensivas e defensivas. Esses índices, então, permitem o cálculo das probabilidades de vitória, empate ou derrota em cada jogo.

Com essas projeções, a ferramenta simula as possibilidades para os duelos futuros e, seguidamente, a temporada milhares de vezes para determinar as chances de cada time ser campeão – ou rebaixado.

Por ESPN

Comentários