CEO do Comitê de Tóquio diz que não há chance de adiar de novo as Olimpíadas: “Impossível”

A pouco mais de quatro meses para as Olimpíadas, ainda há muitas incertezas em torno dos Jogos por causa da pandemia do coronavírus. Na sexta-feira, o CEO do Comitê Organizador de Tóquio, Toshiro Muto, voltou a afastar qualquer possibilidade de um novo adiamento. Ele também afirmou que cancelar as Olimpíadas está fora das discussões.

CEO do Comitê Organizador Tóquio, Toshiro Muto diz que não há possibilidade de novo adiamento dos Jogos — Foto: Issei Kato/Reuters

– Há pessoas que dizem que os jogos deveriam ser adiados, mas, na minha opinião, adiá-los é impossível. Mantê-los em julho é a última opção – disse Muto, em entrevista ao “Kyodo News”.

Programadas inicialmente para julho de 2020, as Olimpíadas foram adiadas no dia 24 de março do ano passado. Poucos dias depois a nova data foi anunciada: de 23 de julho a 8 de agosto de 2021. Quase um ano após esse adiamento, a pandemia do coronavírus ainda é uma barreira significante no caminho dos Jogos.

Muto vê três razões que impedem um novo adiamento. Ele acredita que os atletas não podem treinar por mais um ano sob pressão. Também não crê que o Comitê Organizador tenha respaldo da comunidade internacional para adiar as Olimpíadas de novo. O principal problema, porém, é a inviabilidade de assegurar a Vila dos Atletas no distrito de Harumi, uma vez que quem comprou os apartamentos têm o direito de ocupar suas propriedades.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários