Baianão Série B: Entre confiança e esperança, Itabuna e Botafogo-BA lutam por última vaga

Resta apenas uma vaga para a semifinal da Série B do Campeonato Baiano, e ela será ocupada por Itabuna ou Botafogo-BA. A última rodada da primeira fase acontece neste domingo (10). Quarto colocado com 18 pontos, o Dragão do Sul visita o líder Jacobinense, às 14h45. No mesmo horário, o Diabo-Rubro, que ocupa o quinto lugar, com 15 pontos, recebe o Flamengo de Guanambi.

Com os três pontos de vantagem, o Itabuna é o favorito para se classificar. Para o Botafogo ficar com a vaga, precisa vencer seu adversário e torcer por uma derrota do concorrente direto. Além disso, tem que tirar uma diferença de seis gols de saldo – que é de 5 contra -1.

Fotos: Reprodução / Instagram

De um lado, portanto, o clima é de confiança. Do outro, de esperança.

“O time vem numa crescente boa, alcançando os números desejados. Automaticamente estamos em quarto e com grande probabilidade de passar para a semifinal”, afirmou o diretor Murilo Ribeiro, do Itabuna.

“É melhor ter esperança do que não ter. Falei para o elenco permanecer com vontade, com força. Temos que nos agarrar à chance, pois jogamos em casa. Sabemos que o Jacobinense [adversário do Itabuna] vai para cima porque quer jogar para decidir em casa. Jogamos lá sábado passado contra o Jacobina, o campo é muito ruim, dificulta o adversário. Vamos fazer nosso jogo aqui e ficar de olho”, contrapôs o presidente do Botafogo-BA, Weslen Aquino.

INVESTIMENTOS EM JOGO

Após 7 anos longe do futebol profissional, o Itabuna voltou tendo em vista a novidade trazida pela Federação Bahiana de Futebol (FBF): em 2022, dois clubes ganharão vaga para a Série A do Baianão.

Sem poder jogar no estádio da própria cidade, por falta dos laudos necessários, o Dragão do Sul mandou suas partidas no Lomanto Júnior, em Vitória da Conquista. O fato elevou os custos do clube com a competição. Não se classificar, neste momento, representa um problema.

“Todo jogo temos prejuízo. Orçamos a competição em R$ 480 mil e atualmente estamos em quase R$ 620 mil. Aos poucos temos vencido as batalhas”, relatou o presidente Rodrigo Dantas.

O Botafogo vive situação semelhante. Após passar boa parte do campeonato com a indefinição sobre o mando – não sabia se jogava em Salvador ou Senhor do Bonfim -, o Diabo-Rubro lamenta não ter conseguido uma campanha melhor.

“Se não conseguirmos o objetivo, é uma perda financeira. Caso não cheguemos, vamos começar a pré-temporada bem antes, com pratas da casa, para, faltando dois meses, trazer peças pontuais”, destacou Weslen.

Vale lembrar que o Botafogo bateu na trave em 2021. O time chegou à final, contra o Barcelona de Ilhéus. Contudo, como só um clube garantia vaga na Primeira Divisão, a derrota na final eliminou as chances do clube de Senhor do Bonfim.

‘BAIXOS E ALTOS’

A temporada dos dois clubes foi marcada por uma palavra em comum: irregularidade. O problema rendeu, a ambos, trocas de técnicos. Mesmo tendo um desempenho razoável em seis rodadas – duas vitórias, três empates e uma derrota -, o técnico Ferreira não resistiu no cargo no Itabuna. Para o seu lugar, foi contratado Sérgio Araújo. Desde então, a equipe conquistou três vitórias e perdeu apenas uma vez em quatro jogos.

Sérgio Araújo, inclusive, foi quem começou o campeonato comandando o Botafogo. No entanto, por lá, o desempenho não foi bom. O time não venceu nenhum de seus primeiros quatro jogos, obtendo duas derrotas e dois empates, o que rendeu a demissão do profissional.

Quem assumiu foi o auxiliar técnico Danilo Maia, responsável pela arrancada do clube no certame. O Índio Tupi teve quatro vitórias, um empate e apenas uma derrota nas últimas seis rodadas, garantindo a chance de sonhar com a classificação.

Outra polêmica envolvendo o Botafogo-BA foi a renúncia do presidente Peron Farias. Alegando problemas pessoais, o dirigente deixou o clube, que passou a ser comandado por Weslen Aquino.

Na segunda rodada da Série B, o árbitro Janielton Andrade de Oliveira relatou, na súmula do empate entre Botafogo e Canaã, em 2 a 2, ter sido agredido por Peron.

Após a confusão, Peron pediu desculpas publicamente.

Já estão classificados para a semifinal Jacobinense, Jequié e Juazeiro.

Por Nuno Krause/Bahoa Notícias