Após falso negativo, jogador atua infectado e Liga na Bulgária acumula 20 casos de Covid-19

Um erro de laboratório bastou para uma nova onda de casos de Covid-19 no futebol da Bulgária. O defensor Martin Kavdanski, cujo teste não indicou a contaminação pelo coronavírus, atuou no jogo de seu clube, o Tsarsko Selo, contra o Cherno More Varna, no dia 2 de julho.

No entanto, o teste do zagueiro tratava-se de um falso negativo, e o jogador foi a campo infectado pelo vírus. Como resultado desta falha de procedimento, três companheiros de equipe e 16 membros do time adversário anunciaram o resultado positivo para a Covid-19 dias depois.

O laboratório responsável pela testagem reconheceu o erro e se desculpou, mas o jogo já havia sido disputado. O presidente do Tsarsko Selo, clube de Kavdanski, também contraiu o vírus.

A vitória por 4 a 1 dentro de campo trouxe consequências amargas para o Cherno More fora das quatro linhas. Em comunicado, o clube anunciou os casos entre os jogadores e funcionários e as medidas tomadas após esse incidente.

“Infelizmente, os resultados encontraram 16 amostras positivas. Todos os jogadores com esse diagnóstico estão em quarentena, e tomamos as precauções necessárias. Notificamos a comissão médica e o departamento técnico da Federação Búlgara de Futebol. Estamos aguardando as instruções”.

Em território búlgaro, os jogos contam com a presença de torcedores nos estádios, com 30% da capacidade. O próximo compromisso do Cherno More está programado para esta terça contra o Arda. Ainda não há notícia sobre um possível adiamento do jogo. Por outro lado, o Tsarko Selo entra em campo na próxima quinta para enfrentar o Botev.

Fonte: O Gol

Comentários