Tite dará 15 minutos aos jogadores para definir Seleção para a disputa da Copa América

Para ser justo e definir o grupo que vai disputar a Copa América 2019, o técnico Tite criou a política dos 15 minutos na seleção brasileira para que os jogadores sejam avaliados. A ideia é que cada atleta tenha, no mínimo, esse tempo em campo para mostrar serviço e tentar uma vaga no grupo que vai brigar pelo título do torneio continental. O Brasil já disputou quatro amistosos após a Copa do Mundo e 30 atletas foram escalados.

O próximo compromisso da seleção será nesta sexta-feira (16), às 17h no horário da Bahia, diante do Uruguai no estádio do Arsenal, em Londres. Quatro dias depois, o duelo será contra Camarões. Muitas mudanças são esperadas na equipe Canarinho nesses jogos e cada jogador deverá ter 15 minutos em campo.

À rigor, Tite descumpriu a política dos 15 minutos no primeiro amistoso do Brasil, que foi contra os Estados Unidos. O zagueiro Dedé e o atacante Everton jogaram apenas os 14 minutos finais daquela partida ao entrarem nos lugares de Thiago Silva e Neymar, respectivamente. Mas depois, o treinador passou a ser generoso com seus comandados e o que teve menos tempo foi o volante Andreas Pereira atuando por 23 minutos na goleada sobre El Salvador. Ele foi o atleta com menos tempo para mostrar serviço. Por outro lado, o zagueiro Marquinhos, de 24 anos, eleito o pilar da defesa brasileira ainda não saiu de campo por nenhum minuto, totalizando 383 minutos. No total, o Brasil fará seis jogos em 2018 após a Copa do Mundo. E Tite afirma que aproveita cada segundo de treinos, jogos e o convívio para selecionar os 23 jogadores que disputarão a Copa América no ano que vem.

Para o penúltimo compromisso de 2018, contra a Celeste, o Brasil deve entrar em campo com o provável time formado por: Alisson, Danilo, Marquinhos, Miranda e Filipe Luís; Walace, Arthur e Renato Augusto (Paulinho); Douglas Costa, Neymar e Firmino.

Por Bahia Notícias

Comentários