Segunda fase do Intermunicipal promete emoção

Conceição do Coité, Itaberaba, Santo Amaro, Cachoeira, Ipiaú, Itajuípe, Vitória da Conquista, Ibicaraí, Itapetinga, Itamaraju, Eunápolis e Porto Seguro. O que elas têm em comum? Todas já levantaram o cobiçado troféu de campeã da maior competição de futebol amador do país.
Juntas, as Seleções possuem 31 títulos do Intermunicipal. Entre as 48 classificadas para a segunda fase, elas são as 12 que já conhecem o “gostinho” do título.

Foto: Geovan Santos / Ligeirinho no Esporte
É com essa experiência que elas tentarão avançar no campeonato. Mas, engana-se quem pensa que será tarefa fácil. No grupo das classificadas há ainda quatro seleções que já chegaram à final e saíram com o vice-campeonato e outras 32 que lutam com “unhas e dentes”, para chegar pela primeira vez a uma decisão. A certeza é de que serão 24 confrontos de tirar o fôlego.
Dois deles colocarão frente a frente seleções campeãs. Octacampeã, maior marca ao lado de Itabuna, Cachoeira enfrentará Ipiaú, tricampeã, por uma das vagas na 3ª fase. Já Eunápolis e Porto Seguro, com um título cada, medem forças por outra vaga.
Campeãs – Entre as seleções ainda na disputa, Cachoeira possui o maior número de títulos. São oito, conquistados em 1967, 1968, 1970, 1971, 1975, 1993, 1999 e 2014, e ainda quatro vice-campeonatos, obtidos em 1969, 1972, 2004 e 2008.
Atrás dos cachoeiranos vem Conceição do Coité, tetracampeã consecutiva nos anos 2005, 2006, 2007 e 2008, e vice-campeã em 1998 e 2010; e Santo Amaro, também tetracampeã, com títulos conquistados em 1957, 1991, 1992 e 2015, além dos vice-campeonatos de 1987, 1993 e 2001.
Com os títulos de 1972, 1977 e 1998, Ipiaú, que ainda tem o vice-campeonato de 1978, é a quarta da lista. Em seguida aparecem quatro Seleções bicampeãs do Intermunicipal. São elas: Itajuípe (1987 e 2013), Vitória da Conquista 1979 e 1984), Itapetinga (1995 e 1996) e Itamaraju (2002 e 2004).
As outras quatro possuem um título cada. Ibicaraí foi campeã em 1981, Porto Seguro em 2010, Itaberaba em 2016 e Eunápolis, atual campeã, em 2017.
Foto: Divulgação / Seleção de Santo Amaro

Vice-campeãs – Com experiência em final, mas sem ter conquistado o título aparecem Euclides da Cunha, com três vice-campeonatos, em 2002, 2003 e 2017; Uruçuca, vice-campeã em 2000 e 2015; Lauro de Freitas e Valença, vice-campeãs em 1976 e 1999, respectivamente.

Além delas, também estão na tentativa de colocarem seus nomes na história e darem ao Intermunicipal 2018 uma campeã inédita, as seleções de São Domingos, Campo Formoso, Canudos, Cipó, Valente, João Dourado, Biritinga, Morro do Chapéu, Retirolândia, Conceição da Feira, Terra Nova, Pé de Serra, Santa Bárbara, Maragojipe, Ubaíra, Jaguaquara, Saubara, Ubaitaba, Ubatã, Santo Antônio de Jesus, Paratinga, Itambé, São Desidério, Brumado, Itororó, Arataca, Una, Itapé, Canavieiras, Floresta Azul, Teixeira de Freitas e Pau Brasil.
São 32 vagas em disputa para a 3ª fase da competição. Além das 24 vencedoras dos duelos da 2ª fase, se classificarão as oito perdedoras que tiverem a melhor campanha no somatório das duas primeiras fases do campeonato.
As partidas de ida serão realizadas neste domingo (23). Já as de volta, quando serão conhecidas as 32 que seguirão vivas na luta pela taça acontecerão no dia 30 de setembro.

Confrontos da segunda fase 

Santa Bárbara x Lauro de Freitas, São Domingos x Euclides da Cunha, Canudos x Campo Formoso, Cipó x Valente, João Dourado x Conceição do Coité, Biritinga x Itaberaba, Morro do Chapéu x Retirolândia, Pé de Serra x Santo Amaro, Ipiaú x Cachoeira, Maragojipe x Ubaíra, Jaguaquara x Saubara, Ubatã x Ubaitaba, Valença x Itajuípe, Santo Antônio de Jesus x Uruçuca, Vitória da Conquista x Paratinga, São Desidério x Itambé, Brumado x Itororó, Ibicaraí x Arataca, Uma x Itapé, Canavieiras x Floresta Azul, Teixeira de Freitas x Itapetinga, Pau Brasil x Itamaraju, Eunápolis x Porto Seguro e Terra Nova x Conceição da Feira.

Por FBF 

Comentários