Real Madrid pode receber R$ 500 milhões por ano em troca de fornecedor esportivo

Desde 1998, o Real Madrid veste o uniforme fabricado pela empresa alemã Adidas. Porém, a extensa parceria pode está perto do fim. Isso porque, segundo o jornal “Marca”, a americana Under Armour está disposta a investir alto para ser o novo fornecedor do clube espanhol.

Com contrato até 2020 com a Adidas, o Real estaria pedindo € 150 milhões (cerca de R$ 500 milhões) por ano para romper seu atual vínculo, avaliado em € 40 milhões (cerca de R$ 130 milhões) mais incentivos, que vêm através de vendas de camisas e outras porcentagens.

O maior problema é que o último acordo com a fornecedora alemã foi firmado em 2012, deixando o clube com valores defasados em comparação a outros grandes da Europa. O Manhcester United, também patrocinado pela Adidas, recebe € 95 milhões (mais de R$ 300 milhões) e outros incentivos, sendo o maior acordo de fornecimento esportivo do mundo. Com a Nike, o Barcelona arrecada € 85 milhões (R$ 280 milhões) por ano mais incentivos.

A Under Armour tem se mostrado agressiva no mundo esportivo atrás de grandes patrocínios. Atualmente, a empresa tem acordos com Tom Brady, quarterback campeão da NFL com o New England Patriots, Stephan Curry, duas vezes MVP da NBA, Michael Phelps, maior medalhista de ouro na natação, e Andy Murray, atual número 1 do mundo no tênis. No Brasil, a empresa já fabrica os uniformes do São Paulo.

Por Globoesporte.com

Comentários