A transferência do Bracelona para o Paris Saint-Germain (PSG) continua rendendo críticas ao atacante Neymar. A bola da vez é o presidente do clube catalão, Josep Maria Bartomeu. Em entrevista ao jornal espanhol El Mundo Deportivo, publicada nesta terça-feira (5), o cartola afirmou que o brasileiro não agiu de forma adequada e que ele tinha que assumir publicamente o desejo de deixar o Barça.

“Não agiu de forma adequada. Se um jogador quer sair tem que deixar claro, e vamos ver como fazemos. Isso dá tempo para que o clube se prepare e busque um substituto. Neste caso, ele não deu essa oportunidade. Ele e seu pai diziam que não estavam seguros (da transferência). Não dizer que queria sair e o clube receber € 222 milhões (R$ 821 milhões) acabou inflacionando o mercado”, declarou.

Bartomeu ainda disse que se tivesse sido avisado do desejo do atleta em deixar o Camp Nou, as coisas teriam sido diferentes. E ainda negou saber os motivos da vontade do craque em trocar de clube. “Não sei. Precisa perguntar para ele. Não disse. Por dinheiro? Por liderar um projeto esportivo? Estava no melhor clube do mundo, cercado dos melhores jogadores do mundo e do melhor, que é Messi. Mas não conheço os motivos, não explicou. Pagou a cláusula e foi embora”.

O mandatário catalão ainda falou sobre a frustrada negociação com o Liverpool pelo meia-atacante Philippe Coutinho. Ele culpou o mercado inflacionado do futebol e confirmou que a pedida do clube inglês foi 200 milhões de euros, o equivalente a 739 milhões em reais.

Fonte: Bahia Notícias

Foto: C. Gavelle / PSG

Comentários