Portugal pode ser o primeiro país a usar o cartão branco

Durante competição de categoria de base em Portugal, jogador recebe o cartão branco após pedir desculpa ao adversário por falta cometida
Durante competição de categoria de base em Portugal, jogador recebe o cartão branco após pedir desculpa ao adversário por falta cometida. Foto: Rui Minderico

O árbitro João Capela (Fifa-Portugal) quer colocar Portugal à frente nas discussões sobre a implementação do cartão branco na International Board. A medida enalteceria o bom comportamento dos jogadores como pedir desculpa ao adversário após cometer uma falta, de acordo com o juiz.

“Neste momento, o International Board não permite a utilização do cartão branco. Existe apenas o amarelo e o vermelho. O que pretendemos é criar bases para apresentar um projeto no sentido de podermos ser pioneiros em Portugal numa competição profissional em utilizar o cartão branco”, disse, nesta terça-feira, em um evento em Lisboa.

Para Capela, o cartão branco pode ser estendido a outras modalidades e não ficará restrito somente ao futebol.

“O objetivo é promover a utilização do cartão branco para aquelas federações e associações que não o utilizam. O cartão branco serve para qualquer atividade desportiva, não está canalizado para nenhum esporte específico. É uma forma que o árbitro tem de valorizar aquilo que são os bons comportamentos e os valores positivos”, afirmou.

Segundo o jornal “Record”, cerca de 350 cartões brancos foram exibidos a atletas, dirigentes, treinadores e público no futebol (de base) das Associações de Futebol de Setúbal e Leiria, no basquete, vôlei, hóquei em patins e no esporte escolar.

Fonte – Terra

Comentários