Portela/Teixeira de Freitas perde em casa na estreia do Baiano da Série B

 Teixeira de Freitas – Atuando no estádio municipal Tomatão, o time do Portela/Teixeira de Freitas estreou na tarde deste domingo (23) pelo Campeonato Baiano da Série B diante da equipe do Colo-Colo de Ilhéus.

A expectativa era grande por partida da torcida teixeirense em relação ao rendimento do elenco dentro de campo. Este ano a diretoria resolveu mesclar o time profissional com os garotos da base que vinha desenvolvendo um bom futebol pelo time sub-20.

Para esta partida contra o Colo-Colo, o time estrou o seu terceiro uniforme, azul, com detalhes branco e vermelho, uma homenagem a Associação Atlética Teixeira de Freitas que disputava o acesso no final da década de 90.

O técnico João Carlos escalou no time titular vários jogadores da casa, a exemplo de Torinha, Ninho, Negon, Isaac, Vinicinho e Thu. Para comandar este time, o meia Narciso, que por sinal fez um boa partida, era o jogador de maior experiência e referência dentro de campo por parte do Portela/Teixeira de Freitas.

O time do Portela/Teixeira de Freitas até que fez um bom primeiro tempo, principalmente após o gol sofrido aos 20 minutos, gol marcado por Matheus de peixinho. Depois do gol o time encurralou o Colo-Colo e passou a jogar dentro do campo do adversário. Porém não conseguia transformar a superioridade em chances de gol. O primeiro tempo terminou com a vitória do Colo-Colo e muita confusão, isso porque o meia Narciso alegou que o time do Colo-Colo se aproveitou de um fair play por parte do time teixeirense, ou seja, a bola estava sob o domínio do time da casa e o jogador do Colo-Colo estava no chão pedindo atendimento médico, então a bola foi jogada pra fora para o atendimento do jogador do Colo-Colo. Reiniciada a partida, o time de Ilhéus deveria usar o fair play e devolver a bola para o Portela, quando se aproveitou da jogada e justamente nesse lance saiu o gol do Colo-Colo.

No segundo tempo, o time do Portela veio com o seu uniforme tradicional: branco, com detalhes preto e vermelho, e com ele as esperanças renovadas para que o time pudesse virar e vencer a partida.

No segundo tempo, o time do Portela diminuiu um pouco o seu ímpeto ofensivo. Narciso, Isaac e Thu (os três melhores da partida) eram os jogadores que tentavam alguma jogada. João Carlos colocou em campo Iago, Adson e Pedro na tentativa de dar mais poderio ofensivo a equipe.

Aos 5 minutos de jogo, em um contra-ataque rápido do Colo-Colo, Marcos Antônio fez 2 a 0 para o time de Ilhéus.

Mesmo tentando chegar ao gol, o time do Portela/Teixeira de Freitas não conseguiu furar o bloqueio da defesa adversário e foi derrotado em casa por 2 a 0 para tristeza dos torcedores que compareceram ao estádio.

É preciso observar que o time ainda está em formação. Segundo nos informou a comissão técnica, nesta semana chegará reforços para ajudar a equipe no campeonato. Pelo futebol demonstrado pelo Portela, pelo menos na estreia da Série B diante do Colo-Colo, fica nítida a necessidade de reforços em vários setores para brigar de igual para igual com os concorrentes pelo o acesso da série A do estadual. Caso contrário, a equipe do Portela/Teixeira de Freitas será um mero figurante no campeonato.

Ficha Técnica da partida

Público pagante: 262 torcedores

Renda: R$ 5.240,00

Portela perdeu com: 01- Danilo, 02-Negon, 03-Jonatan, 04-Rogério, 05-Torinha, 06-Isaac, 08-Narcio, 09-Amaral, 10-Ninho, 11-Vinicinho, 12-Thu. Suplentes: 16-Bruno, 18-Adson, 19-Iago, 20-Pedro e 23-Thiago. Técnico: João Carlos.

Colo-Colo venceu com: 01-Conrado, 02-Marcos Antônio, 03-Marcos Paulo, 04-Júnior Gaúcho, 05-Ricardo, 06- Brenner, 07-Marceloo, 08-Taylor, 09-Matheus, 10-Andrei, 11-Wagner. Suplentes: 12-Guttierry, 13-Felix, 14-Jessé, 15-Paulo Henrique, 16-Felipe Maradona. Técnico: Sebastião Carlos.

Árbitro: Eziquiel Souza Costa – FBF/Macarani

Assistente 01: Edevan de Oliveira Pereira – FBF/Itambé

Assistente 02: Adenilson José Rodrigues – FBF/Itabuna

Quarto Árbitro: Edvaldo Joaquim de Araújo

Delegado Financeiro: Walter Luiz Lima Filho Por Luan Mota/Esporte na Mídia

Comentários