Paulo Sales critica arbitragem na derrota no primeiro jogo, mas crê no título do Portela

598527_460464193965758_1910582217_nO técnico Paulo Sales, do Teixeira de Freitas, criticou a arbitragem nesta segunda-feira (19) em entrevista ao Bahia Notícias, na derrota da equipe para o Atlântico por 1 a 0, neste domingo (18), no estádio de Pituaçu. O duelo foi válido pela primeira partida da final do Baianão Série B.

“O jogo foi equilibrado até as (duas) expulsões. Foi um dia em que a arbitragem estava numa tarde infeliz. Tivemos um pênalti não marcado e uma das expulsões foi questionável. Nosso atleta não tinha nenhum cartão amarelo e ele já deu o vermelho direto. Jogamos com dois a menos durante 30 minutos. O Atlântico pressionou bastante, mas não conseguiu ampliar o placar”, afirmou.

No entanto, Sales acredita que o Teixeira de Freitas tem tudo para reverter o quadro e conquistar o título e o acesso à Série A do Baianão 2017, apesar dos desfalques de Ivanildo e Lucas, expulsos na partida de ida da final.

“A decisão está em aberto, confio na minha equipe. É um trabalho de psicologia, o grupo está confiante e motivado”, disse.

O comandante do Teixeira de Freitas disse que o time deve manter a mesma postura para o duelo final.

“Temos que manter a mesma postura em termos de modelo de jogo. Vamos jogar em casa, então temos que pressionar a saída de bola, mas tomando precauções para não darmos a oportunidade do contra-ataque para o adversário”, finalizou Sales.

A derradeira partida, que definirá o campeão do Baianão Série B e o novo integrante da elite do futebol baiano em 2017, está marcada para o próximo domingo (25). A bola rola a partir das 16h, no estádio Antônio Rodrigues Santana, em Teixeira de Freitas. O time da casa precisa vencer por qualquer placar para ser campeão. Já o Atlântico, joga pelo empate.

Por Leandro Aragão/Bahia Notícias

Foto: Reynaldo Oliveira/Boquinha Polêmica

Comentários