Neymar se oferece e quer saber o que precisa fazer para voltar ao Barcelona, diz jornal

Neymar está arrependido de ter ido para o Paris Saint-Germain, sente saudades e quer voltar ao Barcelona.

A informação foi publicada pelo jornal espanhol Mundo Deportivo na manhã desta quarta-feira.

Neymar e Messi fizeram sucesso atuando juntos Getty Images

O brasileiro já teria, inclusive, se oferecido ao clube catalão mais de uma vez. Sendo que a última delas foi recentemente. De acordo com a publicação, Neymar “anseia pela volta ao seu antigo time, principalmente por Leo Messi, pela vida em Barcelona e pela grandeza do clube”.

O retorno do camisa 10 estaria condicionado a vários aspectos, mas é considerado “plausível” pela direção do Barça.

O jornal lembrou que Neymar, mesmo quase um ano e meio depois de deixar o clube, ainda mantém contato com vários dos ex-companheiros. Em agosto, ele visitou a cidade para promover um torneio de poker ao lado de Piqué e cia.

O Mundo Deportivo também menciona o interesse do Real Madrid no brasileiro, que seria “obsessão” do presidente Florentino Pérez. Mas a ida de Neymar para o Santiago Bernabéu não seria simples, principalmente depois do PSG “obrigar” o clube da capital espanhola a liberar uma nota negando a vontade de comprar o jogador.

A “saudade” do atacante faz, inclusive, com que ele e seus representantes questionem: “o que precisa ser feito para voltar?”

A resposta foi a seguinte: Neymar precisa admitir publicamente que errou ao deixar o Barça e, além disso, pedir ao presidente do PSG que aceite vendê-lo – inclusive usando a imprensa como “pressão”.

Uma das questões que podem atrapalhar a negociação ainda corre na Justiça da Espanha. Neymar cobra os 26 milhões de euros que não foram pagos na renovação de contrato fechada em 2016. Aceitar um acordo seria mais um passo para definir sua volta ao clube catalão.

O Mundo Deportivo também diz que existe expectativa do Barça pelo retorno do brasileiro. O clube espera pela decisão dos treinadores e dirigentes para abrir as negociações com o PSG.

Por ESPN.com.br

Comentários