Messi ignorado na Argentina e técnico da Bélgica não votando De Bruyne e Hazard: top 10 das bizarrices

Luka Modric, meia do Real Madrid, foi eleito o melhor jogador do mundo pelo prêmio da Fifa, que foi entregue nesta segunda-feira, em Londres. A premiação costuma ter algumas escolhas muito surpreendentes.

O jornal Marca, da Espanha, elencou os 10 votos mais bizarros desta edição.

1- ROBERTO MARTÍNEZ
O treinador belga tinha a opção de votar em De Bruyne ou em Hazard, que estavam entre os 10 candidatos, mas os três votos foram para Modric, Varane e Messi, nessa ordem.

2 – HAZARD
O capitão belga também não escolheu o seu compatriota De Bruyne. Seus votos foram para Modric, Varane e Mbappé, muito parecidos com o que seu treinador escolheu.

3 – SERGIO RAMOS
Surpreendente que Ramos não votou em seu companheiro Raphael Varane, campeão da Europa com o Real Madrif e do mundo com a França. Seus votos foram para Modric, Cristiano Ronaldo e Leo Messi.

4 – GARETH SOUTHGATE
Surpreendeu-se que Southgate não votou no único jogador inglês da lista, Harry Kane. Os três escolhidos pelo técnico inglês foram Modric, Varane e Hazard.

5 – JORNALISTA ARGENTINA
Chamou a atenção que o jornalista argentino encarregado de votar, Enrique Macaya Márquez, não deu qualquer ponto a Leo Messi . Seus votos foram para Modric, Griezmann e Cristiano Ronaldo. Na escolha de treinadores, ele votou em Simeone

6 – JORNALISTA BELGA
Como o jornalista argentina, o jornalista belga, Kristof Terreur, também votou a seus dois compatriotas que podiam votar ( De Bruyne e de perigo ). Ele favoreceu Cristiano Ronaldo, Messi e Modric. Em adição, ele também votou Roberto Martinez em carruagens e outro por Guardiola, Zidane e Deschamps.

7 – LUKA MODRIC 
O vencedor do prêmio The Best Award colocou Deschamps à frente de Zidane em seu voto de melhor treinador. Claro, à frente de ambos colocou seu treinador, Zlatko Dalic.

8 – GIORGIO CHIELLINI
O defensor da Juventus não votou em seu treinador, Massimiliano Allegri, como um dos três melhores do ano. Ao invés disso, ele optou por Deschamps, Zidane e Southgate.

9 – LEO MESSI
Messi não votou em nenhum dos três finalistas como melhor treinador (Deschamps, Zidane e Dalic). Seus votos foram: Valverde, Guardiola e Allegri.

10 – JORNALISTA RUSSO
Koshelev Oleg não votou em Cherchesov entre os três melhores treinadores do ano. Ele optou por Deschamps, Zidane e Klopp.

Por ESPN.com.br

Comentários