Libertadores: São Paulo lidera disputas no Brasil; Palmeiras e Grêmio encostam

Além de conquistar as duas principais competições do futebol nacional em 2016, Palmeiras (Brasileiro) e Grêmio (Copa do Brasil) vão ter algo em comum na próxima temporada: disputar pela 17ª vez a Taça Libertadores, se consolidando na segunda posição do ranking dos clubes brasileiros que mais estiveram presentes na competição, atrás apenas do São Paulo, com 18. Na sequência aparece o Cruzeiro, que tem 15 participações no torneio de futebol mais importante do continente. Campeão em 1999, o Verdão também se classificou para as edições de 1961, 1968, 1971, 1973, 1974, 1979, 1994, 1995, 2000, 2001, 2005, 2006, 2009, 2013 e 2016. O Tricolor gaúcho, por sua vez, levantou a taça em duas oportunidades (1983 e 1995), além de ter conseguido a vaga nos anos de 1982, 1984, 1990, 1996, 1997, 1998, 2002, 2003, 2007, 2009, 2011, 2013, 2014 e 2016.

Ao terminar o Brasileirão na 10ª posição, o São Paulo ficou fora da Libertadores em 2017. Dono de três títulos (1992, 1993 e 2005), o Tricolor Paulista marcou presença em outras 15 oportunidades (1972, 1974, 1978, 1982, 1987, 1994, 2004, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010, 2013, 2015 e 2016). O Santos também foi campeão três vezes (1962, 1963 e 2011), mas é apenas o quarto em número de disputas (13), assim como Corinthians e Flamengo. As outras dez participações do Peixe foram em 1964, 1965, 1984, 2003, 2004, 2005, 2007, 2008, 2012 e agora 2017, quando estará na fase de grupos depois de ser vice-campeão brasileiro. Na sua frente aparece o Cruzeiro. A Raposa levantou a taça em 1976 e 1997 e se classificou para o torneio nos anos de 1967, 1975, 1977, 1994, 1998, 2001, 2004, 2008, 2009, 2010, 2011, 2014 e 2015.

Tanto Palmeiras como Grêmio e São Paulo estiveram presentes na edição deste ano, mas nenhum deles conseguiu chegar à decisão. Enquanto o Verdão saiu ainda na primeira fase, o Grêmio caiu nas oitavas para o Rosario Central. O Tricolor Paulista foi até a semifinal, quando foi derrotado pelo Atletico Nacional-COL, que acabou sendo campeão.

Sem participar desde 2014, o Flamengo também vai para a sua 13ª disputa. Campeão em 1981, o Rubro-Negro esteve também nas edições de 1982, 1983, 1984, 1991, 1993, 2002, 2007, 2008, 2010, 2012 e 2014. Terceiro colocado no último Brasileiro, o clube carioca assegurou vaga direta na fase de grupos do torneio continental na próxima temporada. Mesmo sem estar classificado para a edição do ano que vem, o Corinthians está empatado com o Santos e o Fla. São 13 Libertadores no total: 1977, 1991, 1996, 1999, 2000, 2003, 2006, 2010, 2011, 2012 (campeão), 2013, 2015 e 2016.

Rebaixado para a Série B, o Internacional tem no currículo dois títulos (2006 e 2010) e outras nove disputas (1976, 1977, 1980, 1989, 1993, 2007, 2011, 2012 e 2015). Na sua quinta Libertadores seguida, o Atlético-MG vai para a sua nona edição no total. Além de 2013, quando bateu o Olimpia-PAR na final, o Galo marcou presença em 1972, 1978, 1981, 2000, 2014, 2015 e 2016. Em número de presenças consecutivas, o clube mineiro só perde para o São Paulo, que tem sete (2004, 2005, 2006, 2007, 2008, 2009 e 2010). O Vasco, que está de volta à elite do futebol brasileiro, se classificou oito vezes para a competição: 1975, 1980, 1985, 1990, 1998 (campeão), 1999, 2001 e 2012.

O histórico da Libertadores mostra ainda que outros 18 clubes tiveram o privilégio de disputar a competição: Fluminense (6); Atlético-PR e Botafogo (5); Bahia, Guarani e São Caetano (3); Coritiba e Sport (2); além de Bangu, Criciúma, Goiás, Juventude, Náutico, Paraná, Paulista, Paysandu e Santo André (1). Campeã da Copa Sul-Americana, a Chapecoense estará no torneio pela primeira vez em 2017.

Por Eduardo de Sousa/Globoesporte.com

Comentários