Justiça bloqueia ativos financeiros do Vasco por dívida com restaurante

A Justiça do Rio reconheceu na última sexta-feira (20) a existência de uma dívida do Vasco de cerca de R$ 1 milhão com a rede de bares e restaurantes Espetto Carioca e determinou o bloqueio de ativos financeiros do clube.

A cobrança é referente ao fornecimento de alimentos para funcionários e jogadores num período de três meses.

Na decisão, a juíza Leticia D’ Aiuto de Moraes Ferreira Michelli, da 28ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio, determinou penhora nas contas correntes do Vasco antes mesmo de finalizar o processo.

“Volto a dizer que, para nós, todo esse cenário é lastimável, quem perde é o futebol. Nossa intenção era de sermos patrocinadores do clube e, mesmo com a falta de pagamento por parte do Vasco, continuamos a prestar o nosso serviço com excelência e buscamos por diversas vezes resolver de forma amigável, inclusive reverter a dívida em patrocínio. Graças a Deus a Justiça não foi lenta”, disse Leandro Souza, sócio-fundador da marca.

“O próximo passo é discutir a multa que gira em torno de R$ 2 milhões por quebra de contrato e aguardar o resultado do bloqueio já determinado, depois avaliaremos a melhor medida para seguir com o processo”, informou Leandro Meuser, advogado do Espetto Carioca.

Em comunicado, a assessoria de imprensa do Vasco não reconheceu o valor da dívida. “O Club de Regatas Vasco da Gama informa que ainda não foi notificado. Quando for citado, o clube se pronunciará no processo. O Vasco reafirma que não reconhece o valor apresentado como sendo o devido.”

Por Folhapress

Comentários