Juazeirense joga bem, porém acaba perdendo para o Sampaio Corrêa pela Copa do Nordeste

Após um primeiro tempo  com muita intensidade e um segundo com falhas cruciais, a Juazeirense acabou derrotada pelo Sampaio Corrêa por 2×1 na noite deste domingo, no Castelão. Com o resultado, o Cancão segue sem pontar na Copa do Nordeste e agora já pensa no estadual. Na próxima quarta, enfrenta o Atlântico, no Adauto Moraes. A equipe volta a jogar pelo Nordestão só no dia 22, novamente contra o Sampaio, em Juazeiro.

E pelo que jogou no primeiro tempo hoje, poderia chegar nesta partida com três pontos na tabela de classificação. Sem nenhum exagero, o Cancão mandou completamente nos 45 minutos iniciais em São Luís. Bem postada  em campo e com a mesma formação da vitória de 1×0 sobre o Flamengo de Guanambi no meio de semana pelo Baiano, a equipe usou da mesma fórmula para sair na frente: o potencial de Braz pelo alto. Após cobrança de escanteio perfeita de Everlan, o zagueirão subiu e testou bonito para balançar a rede do Castelão.

Um gol para premiar o domínio do Cancão, que já havia chegado de forma perigosa por duas vezes antes do gol. Primeiro, com Sassá dentro da pequena área. E também numa boa jogada de Robert, que quase resulta no gol contra do zagueiro Sanches.  Lá atrás, Tigre trabalhou com muita segurança tanto na cabeçada Carlos Alberto quanto na finalização do atacante Hiltinho.

Fim de primeiro tempo e Braz resumiu bem o quadro parcial da partida. “A gente está bem no jogo, trabalhando a bola. Fui feliz e todos ganham com esse gol. É manter o trabalho no segundo tempo para sair com uma grande vitória”, frisou.   Mas o segundo tempo começou com dificuldades para o Cancão e aos nove minutos, o Sampaio empatou. Tigre não conseguiu segurar a pancada de fora da área de Daniel e Guilherme, meio atrapalhado no rebote, deixou 1×1.

Sales buscou mais força ofensiva com as entradas de Diego Ceará e Danilo Bala, mas o Cancão não conseguiu reencontrar o caminho do gol.  Diferente do Sampaio, que virou o placar aos 33 minutos num vacilo defensivo da Juazeirense. Após interceptar o atacante Guilherme, Tigre reclamou de falta, parou no lance e Cleitinho pegou a sobra de bola: 2×1.

FICHA TÉCNICA

Sampaio Corrêa 2 x 1 Juazeirense

Data: 12 de fevereiro, domingo

Sampaio Corrêa: Jean; Artur, Marques, Arthur Sanches e Esquerdinha; Daniel Barros, Diego Valderrama, Cloves (Hiltinho) e Cleitinho; Henrique (Guilherme) e Carlos Alberto (Otávio). Técnico:  Vinícius Saldanha

Juazeirense: Tigre; Nem, Júnior Gaúcho, Ricardo Braz e Elton Lira; Capone, Waguinho e Everlan (Coité); Sassá (Patrik), Júnior Chicão (Diego Ceará) e Robert.  Técnico: Paulo Sales

Estádio: Castelão, São Luís.

Gols: Braz, aos 28 minutos do 1°/t; Guilherme, aos 9 minutos e Cleitinho, aos 33 do 2º/t

Cartão Amarelo: Sanches (SCO); Patrik e Tigre (SDJ)

Arbitragem: Diego da Silva (SE) apitou o jogo, auxiliado por Eric Nunes (SE) e Fernanda Lima (SE)

Por Agência CH

Comentários