Jogador mandou mensagem para amigo momentos antes de morrer; veja a conversa

O ex-jogador do Coritiba, Daniel Corrêa Freitas, de 24 anos, encontrado morto na tarde do último sábado (27), com o pênis decepado, em São José dos Pinhais, trocou mensagens com um amigo momentos antes de ser brutalmente assassinado. Nas mensagens, o meio-campo contou que havia tido relação sexual com a mulher do autor do crime, na residência em que a família morava, localizada no bairro Guatupê.

Daniel estava em uma casa noturna localizada no bairro Batel, em Curitiba, na noite de sexta-feira (26), quando teria sido convidado por uma aniversariante – e filha do suspeito pelo homicídio – para ir até sua residência. Já na manhã de sábado, o jogador enviou mensagens para um amigo, perguntando onde ele estava e divulgando sua localização. “Estou nessa casa, entrosei na balada e vim. Posso dormir aqui, tem várias ‘mina’ espalhada”, disse Daniel.

Em seguida, o jogador afirma que pretende ter uma relação sexual com a mãe da aniversariante, e conta para o amigo que “o pai está junto”.(Foto: Divulgação)

Minutos depois, Daniel envia outra mensagem para o amigo, em que relata que teve a relação sexual e, inclusive, manda uma foto com a mulher dormindo ao seu lado na cama. “Moleque [risos] o que aparecer amanhã é nóis”, brinca o jogador, que não responde mais depois disso.

De acordo com uma testemunha, o atleta foi espancado pelo marido da mulher com quem teve relação logo em seguida, enquanto ainda estava somente de cueca e camiseta. “Ele estava enforcando, desferindo chutes e pontapés, e o Daniel pedindo para não morrer. Em seguida, outras três pessoas entraram no quarto e deram continuidade nos ataques”, disse o advogado da testemunha, Jacob Filho.

Momentos depois, Daniel foi levado para a sala da residência, completamente machucado e sem conseguir falar, e colocado no porta-malas de um carro.

Fonte: Massa News

Foto Capa: Assessoria P2/Divulgação

Comentários