Itabela vence Camamu nos pênaltis e é finalista do Intermunicipal 2016

          100_2195  Itabela – Atuando no estádio Manzolão neste domingo, dia 11, a seleção de Itabela e Camamu duelaram por uma vaga inédita na decisão do Intermunicipal 2016. O jogo começou com 10 minutos de atraso e sob um forte calor. Com a vitória no primeiro jogo, a seleção itabelense precisava de apenas um empate para chegar a final. Para o time de Camamu só interessava a vitória para pelo menos levar a decisão da vaga para disputa nos pênaltis.

100_2210O time de Itabela começou a partida melhor em campo mantendo a posse bola e arriscando chutes de fora da área. Porém, quem abriu o placar no jogo foi a seleção de Camamu. Aos 12 minutos do primeiro tempo, o árbitro Moises marcou pênalti a favor de Camamu. Na cobrança, Tiago bateu com perfeição e fez 1 a 0 para Camamu. Seis minutos mais tarde, Dedeu recebeu lançamento e na saída do goleiro Erick de Itabela ampliou para Camamu, resultado este que classificaria o time da Costa do Dendê para a final.

100_2205Aos 19 minutos, Kaká recebeu cruzamento da direita e cabeceou para o chão e descontou para Itabela: 2 a 1 Camamu. A partir daí o jogo ficou movimentado.

Aos 25 minutos de jogo, em cobrança de escanteio pelo lado direito de ataque, o zagueiro Gil subiu mais que todo mundo e empatou para Itabela.

100_2211Aos 28, novamente Kaká viraria o placar para Itabela, porém assistente assinalou impedimento de Kaká. O primeiro tempo terminou mesmo empatado 2 a 2, resultado que serviria para Itabela se classificar para a final.

No segundo tempo, a seleção da casa veio para cima na tentativa de virar o placar. Com menos de 2 minutos de jogo, Kaká (que fez uma ótima partida) recebeu a bola dentro da área e na saída do goleiro tocou por cima e a bola bateu no travessão e foi pra fora.

100_2204O time de Camamu não se intimidou com as investidas de Itabela, e aos 5 minutos em cobrança de falta perfeita, Bolinha fez 3 a 2 para Camamu.

Aos 12 minutos do segundo tempo, Kaká, de novo ele, recebe a bola livre de marcação e cara a cara com o goleiro de Camamu, chuta na saída de Érick que consegue defender com os pés.

100_2212Após o terceiro gol de Camamu, a seleção de Itabela passou a jogar totalmente no ataque. A partida se transformou num ataque contra defesa. Apesar das tentativas, o time de Camamu conseguiu segurar o ataque de Itabela e a partida terminou 3 a 2 para Camamu e a vaga na final foi definida nos pênaltis.

100_2199Nas cobranças, Itabela e Camamu desperdiçaram 2 cada, terminando empatado a série em 3 a 3. Então foi para as cobranças alternativas, e Itabela acabou vencendo por 4 a 3 numa disputa emocionante, tendo inclusive a seleção de Camamu por duas vezes, chance de definir a vaga pra final, porém a sorte e goleiro Érick ajudaram a seleção de Itabela a se classificar para final inédita contra a seleção de Itaberaba.

A imprensa da região marcou presença em peso. O estádio esteve com praticamente toda a sua dependência lotada. A charanga marcou presença e agitou a torcida.

Itabela atuou com: Erick, Kelinho, Nino, Bagaceira, Fábio, Lu, Miller, Kaká, Gil, Ley e Élvis. Técnico Marcos Correa.

Camamu jogou com: Érick, Joicinho, Damião, Yuri, Luan, Luan Xavier, Bolinha, Artur, Tiago, Dedeu e Igão. Técnico: Fernando.

100_2237
Atacante de Itabela – Élvis Coreano
100_2249
Goleiro – Érick de Itabela
100_2238
Lateral-direito de Itabela – Nino
100_2242
Técnico de Itabela – Marcos Correa
100_2188
O atacante de Itabela – Kaká e o blogueiro, Reynaldo Oliveira

Por Luan Mota/Esporte na Mídia

Fotos: Luan Mota

 

Comentários