Intermunicipal já teve 508 bolas na rede

Até agora, os torcedores dos quatro cantos da Bahia onde tem jogo pelo 61º Campeonato Intermunicipal de Futebol tiveram o prazer de gritar gol em 508 oportunidades. Foram disputados 216 jogos, uma média de 2,35 gols por partida.

“Esta competição é a alegria das torcidas do interior, que vibram com as seleções de suas cidades, levando bons públicos para os estádios e felizmente vendo a rede balançar com vontade. Afinal, o gol é o grande momento do futebol”, comemorou a diretora de competições da FBF, Taíse Galvão.

Pim fez mais um gol para Euclides na vitória sobre São Domingos. Foto: Site Supapo no Esporte

Depois de sete rodadas disputadas – as seis da primeira fase e mais uma com os jogos de ida da segunda –, as seleções “bicho papões” do  Intermunicipal são Euclides da Cunha e Itamaraju, ambas com 19 pontos na classificação geral. As duas também estão invictas na competição estadual, juntamente com Cachoeira, Itambé, Santo Amaro e Arataca.

O ataque mais positivo do Intermunicipal é de Euclides da Cunha, com 18 gols marcados – sete deles do artilheiro Pim, que chegou à marca de 173 gols na competição estadual, segundo as suas estatísticas. E a seleção euclidense do carismático técnico Zé Carijé também possui uma das defesas menos vazada desta edição, com apenas um gol sofrido, ao lado de Cachoeira e Itajuípe, cujo goleiro Rose levou o primeiro gol no último domingo (23), na derrota de 1 a 0 para Valença, tento assinalado por Piroquinha.

Vale lembrar que para a terceira fase se classificam as 24 seleções primeiras colocadas e mais as oito melhores segundo colocadas nos confrontos da segunda fase, observando-se seus desempenhos no somatório das primeiras e segunda fases do Intermunicipal.

Os critérios de desempate, caso sejam necessários, serão os que constam no Parágrafo Único do Artigo 7º: a) Maior número de vitórias; b) Maior saldo de gols; c) Maior número de gols marcados; d) Maior número de pontos ganhos no confronto direto; e) Maior saldo de gols no confronto direto; f) Menor número de cartões vermelhos recebidos pelos atletas integrantes de cada Seleção ao longo da competição; g) menor número de cartões amarelos recebidos pelos atletas integrantes de cada Seleção ao longo da competição; e h) Sorteio.

Por FBF

Comentários