Histórico! Conselho do Inter faz julgamento e pode tornar ex-dirigentes inelegíveis por 10 anos

Na noite desta quarta-feira (24), pela primeira vez em sua história, o Conselho Deliberativo do Internacional irá se reunir para julgar quatro ex-dirigentes do clube que podem se tornar inelegíveis em entidades esportivas pelos próximos 10 anos. Sob a acusação de gestão temerária ou irregular, serão julgados sob julgamento o ex-presidente Vitório Píffero, o ex-vice de finanças Pedro Afatatto, o ex-vice de patrimônio Emídio Ferreira e o ex-vice de administração Alexandre Limeira.

De acordo com informações divulgadas pelo UOL, os dirigentes terão direito a apresentar defesa verbalmente, além de mostrar provas. Depois disso, haverá uma votação individual, nominal e por meio de cédulas, ficando assim registrada a posição de cada um dos conselheiros que comparecer à reunião.

Para entender o caso, é preciso voltar ao biênio 2015/2016, onde, além do rebaixamento para  Série B, uma série de supostas irregularidades administrativas marcaram a gestão de Vitório Píffero. Diante disso, no final de 2017, o Conselho colorado rejeitou as contas e criou uma comissão especial para analisar o que havia ocorrido.

Ainda segundo informações do UOL, essa comissão elaborou um relatório onde 15 itens foram separados, e cinco deles configurariam uma gestão temerária ou irregular.

– Adiantamentos em valores dos cofres do clube de aproximadamente R$ 10 milhões sem apresentação de nota fiscal;
– Pagamentos de faturas de cartões de crédito de forma irregular;
– R$ 1,1 milhão em pagamentos a empresas responsáveis por obras não verificadas no Beira-Rio;
– Gastos exorbitantes no cartão corporativo do clube com alimentação;
– E um quinto item que teria sido considerado muito complexo para o âmbito interno e repassado ao Ministério Público.

Por Redação Galáticos Online

Comentários