Filho de teixeirense, Vitinho jóia da base do Cruzeiro é o jogador mais caro do Brasil

Quintiliano, diretor geral da base; Potinha; Itair Machado vice-presidente profissional; o meia, Vitinho e Wagner Sá, presidente do Cruzeiro, durante a assinatura do contrato

Com uma grande trajetória no futebol teixeirense, o lateral-direito Luciano Mafra (Potinha) que at

uou no futebol de campo profissional teixeirense em 2000 e 2001 e pelo Ceilândia-DF, quando disputou a primeira divisão do Campeonato brasiliense em 2002, agora vê o seu filho, o meia Vitinho brilhar nas categorias de base do Cruzeiro.

O meia já acumula passagens pela seleção brasileira de base

Ainda falando de Potinha, no futsal jogou na seleção local e também foi treinador da seleção teixeirense feminina, campeã Baiano e do Nordeste invicto, conquistando a vaga para a disputa da Copa do Brasil de Futsal Feminino.

O meia Vitinho é natural de Brasília e com 4 meses de vida veio morar em Teixeira de Freitas. Por aqui, o seu primeiro treinador foi o professor “Titia”, como é carinhosamente conhecido, quando na ocasião treinou na escolinha Fiorente, dos 3 aos 6 anos.

Vitinho na época quando treinava na escolinha Fiorente do professor titia

O Cruzeiro acertou nesta sexta-feira o novo contrato do jovem Vitinho, que completou 16 anos no último dia 25. Foi o primeiro vínculo profissional assinado pelo meia, um dos grandes destaques da equipe Sub-17 da Raposa. Ao contrário do outro Vitinho, que deixou a Toca da Raposa depois de um clube belga pagar a multa rescisória de R$ 10 milhões, a revelação definiu com a diretoria celeste que o time estrangeiro interessado em tirá-lo de Belo Horizonte nos próximos cinco anos terá que desembolsar R$ 330 milhões.

Vitinho e o seu pai, Potinha

Já existe um plano de carreira para Vitinho. Assim como o atacante Vinícius Popó, que ganhou destaque recentemente por alcançar 100 gols nas categorias de base, o meia é observado pela comissão técnica de Mano Menezes.

Vitinho, joia da equipe Sub-17, posa ao lado do técnico Mano Menezes na Toca da Raposa II

A intenção é de que ele possa ganhar uma oportunidade na equipe profissional a partir de março de 2019. Isso, claro, dependendo de seu desempenho nesta temporada. Ainda nas categorias de base, Vitinho disputará com a camisa celeste a Taça BH, a Salvador Cup, a Copa do Brasil Sub-17 e Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Único jogador do Cruzeiro a marcar gols em todas as finais que disputou na base (regionais, nacionais e internacionais), Vitinho já foi eleito o melhor jogador do Torneio da China e também da Copa Dadazinho, competição em que foi responsável pelo gol na decisão, em jogo contra o Flamengo. Em 2017, ele alcançou a artilharia do Estadual Sub-15, com 12 gols.

Vitinho, esse do Sub-17, acertou novo contrato de cinco anos com o Cruzeiro

O meia veste a camisa 10 do time Sub-17 do Cruzeiro e tem contrato com a Adidas, fornecedora de materiais esportivos, desde os 14 anos.

Da Redação Esporte na Mídia, Tiago Mattar /Superesportes

Comentários