FBF reúne árbitros para palestra sobre novas regras do futebol; confira quais são

A temporada 2019 está cheia de novidades para a arbitragem. A FIFA anunciou uma série de novas regras para o futebol mundial.
 
Oficialmente, a entidade internacional estabeleceu o dia 1º de junho para que as mudanças passem a ter validade. Porém, a Confederação Brasileira de Futebol conseguiu uma concessão para antecipar a data.
 
Devido ao inicio do Campeonato Brasileiro em abril, a FIFA autorizou e a CBF já utiliza as novas regras na principal competição do país.

O instrutor FIFA, Kléber Moradillo, expõe as novas regras

Por isso, a Federação Bahiana de Futebol deu início a um curso sobre as alterações para seu quadro de arbitragem. Nesta sexta-feira (10), a primeira turma se reuniu com a Comissão Estadual dos Árbitros de Futebol da Bahia (CEAF-BA).
 
Cerca de 50 profissionais, entre eles os que pertencem ao quadro nacional, assistiram a palestras e participaram de atividades teóricas sobre as mudanças nas regras. O objetivo é prepará-los para atuar com as novidades.

O corregedor de arbitragem da FBF, Coronel Nilton Mascarenhas

Além do presidente da CEAF-BA, Jailson Macêdo Freitas, participaram da palestra o vice-presidente Vidal Cordeiro Lopes e demais membros da comissão: Ademilton Piedade Carigé, Kléber Moradillo, Arnaldo Menezes e Carlos Alberto Vila Nova; além do corregedor da arbitragem na Bahia, Cel. Nilton Nascarenhas. De acordo com Jailson, em breve uma nova turma de árbitros será convocada para tomar ciência das novas determinações.

Membros da CEAF-BA com o corregedor de arbitragem da FBF

Mudanças – As novas regras foram divulgadas pela FIFA, por meio da International Football Association Board (IFAB), no mês de março. No total, são 12 alterações.
 
Confira abaixo as mudanças:
 
1- Os jogadores que forem substituídos terão de sair de campo obrigatoriamente pela linha mais próxima e não apenas pelo centro.
 
2- Os membros da comissão técnica poderão ser advertidos com cartões.
 
3- A bola ao chão não terá disputa. A bola ficara com o último jogador a tocá-la ante da paralisação da partida. Se a paralisação for dentro da área, a bola ficará com o goleiro.
 
4- Em cobranças de tiro de meta, os jogadores não precisam mais esperar a bola sair da área para tocá-la.
 
5- A mão na bola passa a ser infração, mesmo que o toque tenha sido involuntário, quando barrarem uma finalização ou passe, e também para gols ou lances que originem uma jogada de gol.
 
6- Se o cobrador de um pênalti precisar de atendimento médico, ele poderá retornar ao gramado para cobrar a penalidade.
 
7- No cara ou coroa com capitães, o vencedor da disputa poderá escolher sair com a bola ou o lado do campo no início da partida.
 
8- Para aplicação dos cartões, os árbitros não precisam mais punir os atletas que cometam faltas antes das cobranças das mesmas. Poderá ser dada vantagem e autorizada uma cobrança rápida para só após a conclusão do lance ser aplicado o cartão.
 
9- Nas cobranças de faltas, os atletas do time cobrador terão que ficar pelo menos a um metro da barreira adversária.
 
10- Os goleiros não precisam mais ficar com os dois pés sobre a linha de fundo nas cobranças de pênalti. A obrigatoriedade passa a ser de apenas um pé e o outro pode ser utilizado para impulsão.
 
11- Em bolas recuadas por jogadores de linha para o goleiro, quando este errar a tentativa de um chute, ele poderá pegar a bola com as mãos.
 
12- Exageros em comemorações de gols deverão ser punidos com cartões amarelos, mesmo que o lance tenha sido anulado.

Por Comunicação FBF

Comentários