FBF e CBF encerram treinamento para árbitros da Bahia

Chegou ao fim neste sábado (29) o treinamento contínuo para árbitros do quadro nacional na Bahia. A última atividade foi marcada por trabalhos teóricos e práticos.

Logo às 8h30, os instrutores Anderson Gonçalves e Paulo Alves realizaram, no auditório da Federação Bahiana de Futebol, palestras sobre o desempenho dos árbitros e o padrão de arbitragem que deverá ser seguido em 2017. Na oportunidade, os instrutores ainda corrigiram as avaliações teóricas dos profissionais do apito.

Já à tarde, os árbitros e assistentes se dirigiram até o Estádio de Pituaçu. Lá, todos passaram por um trabalho em equipe e realizaram exercícios práticos e específicos para cada função.

O Treinamento

O Treinamento contínuo para árbitros, assistentes, assessores e instrutores de arbitragem baianos da CBF foi aberto no dia 26 de abril. Durante todo o primeiro dia, os participantes foram submetidos a atividades teóricas, com ensinamentos de diversos temas da profissão. Princípios Fundamentais da Arbitragem, Posicionamento e Leitura de Jogo, Orientações-Padrão de Arbitragem, Fundamentos de Entradas-Disputas, além de vídeo teste e análise de vídeo fizeram parte da programação.

Ainda no primeiro dia, os profissionais passaram por um treinamento prático no estádio de Pituaçu, durante a tarde. Já à noite, todos retornaram ao auditório da FBF, onde assistiram a uma palestra do presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Coronel Marcos Marinho.

Ao lado dos instrutores do curso, Anderson Gonçalves e Paulo Alves, Marcos Marinho apresentou detalhes do trabalho que vem desenvolvendo a frente da Comissão. Na oportunidade, ele também comentou sobre as novas regras de arbitragem, pediu empenho a todos os árbitros e assistentes durante o treinamento e destacou que cada profissional será cobrado pela Comissão no decorrer da temporada.

No dia 27, segundo dia de trabalhos, os árbitros e assistentes participaram apenas de trabalhos teóricos. Os instrutores Anderson Gonçalves e Paulo Alves realizaram vídeo testes e falaram sobre temas como Fundamentos de Mãos e Fundamentos Faltas Táticas. Os profissionais do apito ainda foram submetidos, até o final da tarde, a análises de vídeos e um trabalho em equipe.

Já o terceiro dia de atividades, no dia 28, os árbitros e assistentes só se apresentaram à tarde. Eles realizaram as avaliações físicas, conhecidas como FIFA TEST, promovido no SESI/Simões Filho.

Por FBF

Comentários