Faxina colorada: Inter muda fotografia e libera mais de dois times em 2 meses

Depois de rescindir com Inter, Alex chorou em entrevista coletiva na despedida (Foto: Eduardo Deconto)

O ano de 2017 recém completa dois meses nesta terça-feira, mas o Inter já tratou de planejar sua temporada rapidamente. Sem alarde e aos poucos, a direção promoveu uma faxina no elenco. Entre empréstimos, realocações, vendas, fim de contrato e rescisões, o clube liberou mais de dois times.

Até o momento, 25 jogadores ganharam um novo destino ou foram emprestados por mais um período ao mesmo clube. Além de dar rodagem aos garotos que não terão espaço com Antônio Carlos Zago, as mudanças na “fotografia” do grupo aliviam a folha salarial – ainda que o clube pague parte de alguns vencimentos.

Puxam a fila nomes como Vitinho, que retornou ao CSKA, da Rússia, Alex, que rescindiu contrato, e Anderson, que foi emprestado ao Coritiba.

Alan Costa, Geferson, Marquinhos, Artur, Fernando Bob e Aylon, que participaram da campanha que culminou no rebaixamento, foram emprestados. Os dois primeiros estão no Vitória. Marquinhos foi cedido ao Sport. Artur e Bob estão na Ponte, enquanto Aylon defenderá o Goiás. Estes dois últimos chegaram a receber chances com Antônio Carlos Zago, mas não aprovaram e partiram para novos rumos.

Outras movimentações também chamam a atenção. Leandro Almeida, que só disputou duas partidas pelo clube, foi devolvido ao Palmeiras e, em seguida, repassado ao Figueirense. Já Rak, que jamais estreou, teve o contrato encerrado – mesma situação de Zé Mário.

Promessas que nunca vingaram receberam destinos internacionais. São os casos de Maurides, que foi ao Belenenses, Cassiano, que está no Aktobe, do Casaquistão, Rivaldinho, no Dinamo Bucareste, da Romênia, e Leandro, no FC Dila Gori, da Geórgia.

E a tendência é que a faxina não termine por aí. O Inter ainda tenta resolver as situações de Muriel, Claudio Winck e Bruno Baio, que não estão nos planos. O goleiro tem contrato até maio deste ano e, caso siga sem fechar com ninguém, permanecerá em Alvorada, na região metropolitana de Porto Alegre, treinando com o time B. Winck, apesar de ter se destacado na vitória por 3 a 1 sobre o Criciúma, pela Primeira Liga, segue sem prestígio.

Não são descartadas, inclusive, outras saídas do grupo principal. Marcelo Lomba, Paulão, Fabinho, Andrigo, Gustavo Ferrareis, Eduardo Henrique e Ariel também têm o futuro incerto. O caso mais próximo é o de Eduardo Henrique. Ele deve ser emprestado para o Atlético-PR na negociação que envolve a chegada do atacante Marcelo Cirino. Enquanto isso, Ariel é desejado pelo Barcelona, do Equador.

Liberações à parte, as contratações também ocorrem em ritmo intenso. Até o momento, os reforços trazidos são: Alemão, Klaus, Neris, Carlinhos, Uendel, Roberson, Carlos e William Pottker. Este último, no entanto, só chegará após o término da participação da Ponte Preta no Paulistão. Victor Cuesta, zagueiro do Independiente, está acertado, mas ainda não foi anunciado.

Por Globoesporte.com

Comentários