EMTAN e Cafenorte farão a grande final do Campeonato itamarajuense de futebol da 1ª divisão

Itamaraju – Jogando pelo semifinal neste domingo 09/07, no estádio Barbozão, EMTAN e Cafenorte venceram respectivamente, Bomba e Pau D’alho e se qualificaram para a grande final prevista para o próximo domingo, às 15 horas.

Na preliminar num jogo marcado para as 13 horas, que só começou às 13:23h, se confrontaram Bomba que se classificou em primeiro lugar do grupo “B” e EMTAN, segundo colocado do grupo “A”, empataram em 4 a 4 numa partida de 08 (oito) gols.

Foi um jogo um tanto quanto maluco diria, porém muito bom de se ver. Nos meus 4 dias de futebol, jamais vi coisa parecida. Uma semifinal com empate em 4 a 4, sinceramente não recordo. O Bomba, uma equipe que particularmente eu tinha como favorita pelas partidas realizadas até então estava completamente apática, muito aquém daquela de outras jornadas. Quem foi ao Barbozão não acreditava no que estava acontecendo, chegou a estar perdendo por 4 tentos a 0, um placar indigesto.

O tal futebol é traiçoeiro mesmo, quando todos achavam que o quinto gol do EMTAN seria uma questão de tempo pois era bem superior naquela altura, eis que de repente sai o primeiro gol do adversário, marcado pelo garoto Guilherme numa excelente jogada, aos 30 minutos do segundo tempo dando assim ao Bomba mais ânimo para continuar lutando, tanto que e não demorou muito, mais precisamente aos 34 minutos o Jocélio cobrou pênalti e marcou o segundo gol. Para quem já estava entregue, dois gols em menos de 5 minutos, os jogadores passaram acreditar que era possível e foram para o tudo ou nada.

E para incendiar de vez, o Bomba marca novamente aos 44 minutos com Thiagão.  Para quem perdia de 4 e havia conseguido 3, mais 1 não era tão difícil embora o tempo lhe fosse desfavorável, mais aos 49 minutos Thiagão empate e dá número finais a um jogo eletrizante.

Antes mesmo do apito final, torcedores e diretores do EMTAN reclamavam bastante quanto ao tempo acrescido algo que ao meu ver sem razão. Poderiam até reclamar de alguma coisa dentre de campo porque um árbitro acrescentar cinco minutos num jogo de cinco substituições e diversas paralizações é coisa normal no futebol.

Como se tratava de uma decisão para se conhecer quem seria o finalista, foram necessários os tiro-livres da marca penal o EMTAN foi mais feliz e venceu por 5 a 3. Escalações você confere abaixo:

Ficha Técnica Bomba x EMTAN

O Bomba foi campo com: Viny; Bruno (Rhica), Jocelio, Bebeto e Marco Aurelio (Guilherme); Vitamina (Coutinho), Dune, Negon, Tripa (Fael) e Matheus; Thiagão. Suplentes: Lan, Piano, Rhica, Caboclo, Coutinho, Guilherme. Técnico: Danilo

Gols: Guilherme aos 30, Jocelio aos 34 e Thiagão aos 44 e 49 do 2º t.

O EMTAN foi a campo com: Rogerio; Adelson, Gabriel, Nairan e Ratinho; Cristiano, Gegê (Cesar), Gago, Renatinho (Caio) e Mar; Urias (Guello). Suplentes: Vandinho, César, Bruno, Sandrinho, Caio, Railan e Romaio. Técnico: Márcio

Gols: Mar aos 11, Urias aos 30 do 1ºt., Adelson aos 20 e Guello aos 26 do 2ºt.

Na partida de fundo no clássico entre as duas equipes de maior investimento do nosso futebol desde que o Pau D’alho chegou a elite, creio que em 2012 já que o Cafenorte subiu em 2004, frustrou a todos que foram ao Barbozão pois este era o jogo mais esperado devido os valores individuais de ambas as equipes. Infelizmente encerro por aqui, pois se tivesse que falar alguma coisa pertinente, não seria coisa boa não, principalmente por parte do Pau D’alho que pela categoria de seus atletas, quiçá jogue no ano que vem, porque neste deixou a desejar em todas as partidas em que atuou.

O Cafenorte que estava mais afim de jogo, venceu a sua quarta partida consecutiva e é a única com 100% de aproveitamento.

Ficha técnica Pau D’alho x Cafenorte

O Pau D’alho foi a campo com: Elton; Beto, Kelinho, Gil e Bruno Misgué; Serrote, Brenno, Alex e Ninho; Caio e Popô. Suplentes: Caíque, Tina, Zé Rocha, Joab, Reinan. Técnico: Pelé.

O Cafenorte foi a campo com: Erick; Marquinho, Finho, Maicon e Juninho; Alex Porto, Felipe e Carpegiane; Beto Show, Charles e Gel (Guguinha). Suplentes: Nem, Cidinho, Chapolin, Valmet, Cabeção, Guguinha e Leozinho. Técnico: Junior Tramontina.

Gols: Beto Show aos 22 do 1ºt. e Juninho aos 21 do 2ºt.

De qualquer sorte o Alho está no lucro, nesse caso não é do clube que tratamos não e sim do Povoado. Diz no popular que, quem tem dois tem um. Sobrou o EMTAN que quer dizer, Escola Municipal Tancredo de Almeida Neves que é do Povoado em questão, portanto o seu povo continua bem representado.

Todos esperamos que no próximo domingo dia da grande final, que os clubes contrariem a regra e comece no horário designado pela LFI. Respeitar o horário não é pedir demais.

Por Antônio Viana/Os Feras da Bola

Comentários