Depois de impor multa rescisória de R$330 milhões, Cruzeiro empresta jovem promessa filho de teixeirense ao Palmeiras até 2021

O Cruzeiro definiu, na última semana, o empréstimo do meia Vitinho, de 16 anos, ao Palmeiras. Uma das grandes promessas da base celeste, o jogador ficará cedido ao clube alviverde até dezembro de 2021. Conforme apurou o Superesportes, o jovem teve o passe fixado. Ou seja, se os paulistas optarem por comprá-lo pelo valor determinado em contrato, Vitinho não voltará à Toca da Raposa I em 2022.

Em junho do ano passado, ao completar 16 anos, Vitinho assinou seu primeiro vínculo profissional com o Cruzeiro já com status de estrela. Como o clube determinou multa rescisória de R$330 milhões para o mercado internacional, o meia ganhou aumento salarial relevante e passou a ter os maiores vencimentos da categoria sub-17. 

Diretor de futebol das categorias de base do Cruzeiro, Amarildo Ribeiro explicou que o empréstimo se deu, principalmente, por questões técnicas. Ele disse que a orientação para ceder Vitinho partiu de Alexandre Grasseli, técnico recém-contratado para a categoria sub-17. 

Vitinho e o seu pai, Potinha

“É um pouco de casa coisa. É questão técnica também. Nós contratamos um novo treinador (Alexandre Grasseli), e ele me disse que achava saudável para o atleta respirar novos ares. Emprestamos ele ao Palmeiras por dois anos e temos contrato por mais quatro. Ele ainda voltará ao Cruzeiro”, disse. Perguntado sobre o passe fixado, Amarildo desconversou. “Esses detalhes o clube não comenta”, complementou, em entrevista à reportagem. 

A informação de que Vitinho estaria “à disposição” no mercado surpreendeu grandes clubes brasileiros. Além de Palmeiras, que aceitou pagar os salários integrais de Vitinho, Flamengo e Grêmio teriam demonstrado interesse na contratação. Vale lembrar que o meia era titular da equipe sub-17 da Raposa. 

Despedida
Nesta segunda-feira, em seu Instagram, Vitinho se despediu do Cruzeiro. O jovem publicou longo texto em que relembrou sua chegada à Toca I. “Serei eternamente grato a este clube, minha casa desde os 13 anos. Saio feliz por tudo que vivi no Cruzeiro e sabendo que posso voltar. Foi uma negociação boa para todos. Agora sou atleta da base do Palmeiras”, escreveu. 

Fonte: Tiago Mattar /Superesportes

Comentários