Da confiança aos lapsos: Jordi volta ao banco com retorno de Martín Silva

Existe uma frase no futebol que diz que um grande time começa com um grande goleiro. No caso do Vasco, durante sete partidas na Série B, as luvas foram usadas por Jordi. Revelado pelo próprio Cruz-Maltino, o jovem de 22 anos teve a responsabilidade de substituir o ídolo Martín Silva, que poderia se ausentar por até um mês, já que estava à disposição da seleção uruguaia na Copa América Centenário. Com a precoce eliminação do Uruguai na competição, Martín retorna aos treinamentos nesta quarta-feira e assume a  titularidade diante do Paysandu, sábado, em São Januário, às 16h30 (de Brasília).

Em quase 20 dias, Jordi viveu altos e baixos. Nas primeiras oportunidades que teve nesta temporada, Jordi participou da vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo e fechou o gol no triunfo por 1 a 0 sobre o CBR, em Alagoas, pela Copa do Brasil. A segunda atuação deu ao goleiro a confiança necessária para então assumir a responsabilidade na ausência de Martín.

Jordi, goleiro do Vasco  CRB x Vasco Rei Pelé (Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas)
Jordi foi destaque contra o CRB (Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas)

Nos sete compromissos pela série B, Jordi foi buscar a bola no fundo das redes oito vezes – três contra o Bahia, uma contra o Oeste, duas contra o Atlético-GO e mais duas contra o Náutico. Durante esse período, ele foi criticado pela torcida em suas saídas do gol. Na quarta rodada, Jordi ficou no meio do caminho no primeiro tento do Bahia marcado por Luisinho. Na única derrota do Gigante da Colina na temporada, o goleiro rebateu a bola que sobrou para Júnior Viçosa abrir o marcador em favor do Atlético-GO – erro que acabou o colocando em evidência negativamente. Contra o Náutico, não afastou a bola levantada na pequena área.

Na saída de campo, em São Januário, Jordi fez uma avaliação do período em que esteve na meta vascaína, afirmando que não cometeu erros bruscos.

– Importante ganhar suporte, aprendendo. A gente fica um pouco afobado, muito da base. Não tive erro brusco, nem bola passando debaixo das pernas. E agradecer a deus, pelo passe longo que dei e pude ajudar a equipe. Pude lançar o Madson no fundo que saiu o gol do Éder – disse Jordi. (Veja o gol no vídeo abaixo).

Líder da competição, com 22 pontos, dois a menos do que o segundo colocado Atlético-GO, o Vasco volta ao estádio de São Januário no sábado. Pela décima rodada da Série B, o Cruz-Maltino recebe o Paysandu às 16h30 (de Brasília).

Comentários