Bicho da Copa não será dividido igualmente para atletas e comissão técnica do Brasil

A divisão do bicho na Copa do Mundo não será igual entre jogadores e comissão técnica. Os valores vão variar entre os grupos formados por atletas, comissão técnica e staff. De acordo com o coordenador de seleções, Edu Gaspar, o formato das premiações mudou em relação às conquistas anteriores dos Mundiais de 1994 e 2002. Desta vez, em 2018, os jogadores receberão um prêmio por terem sido convocados. Depois, o grupo, ganhará em caso de classificação para a final e por fim, caso conquistem o hexacampeonato.

“Ainda não deu tempo de passar todos os detalhes porque os atletas ainda não chegaram em sua totalidade. Mas a forma de premiação foi discutida previamente e mudamos um pouco a formatação. Os valores são internos, claro”, disse. “Mas cada atleta e membro da comissão técnica será premiado pela convocação. Qualquer convocado vai ser premiado por essa primeira meta. De resto, apenas em caso de chegada à final e conquista do título”, complementou.

Nas conquistas do tetra e do penta, o bicho foi dividido de forma igualitária. Além disso, as premiações eram pagas por cada classificação no torneio. “Antigamente, havia premiação por classificação na fase de grupos, por chegar às quartas, à semifinal, por passagem de fase de forma geral. Acredito que essa não é a melhor forma. O time chegar até a semifinal, ser eliminado e receber premiações até ali. Por outro lado, acho justo ser premiado pela convocação. E a partir do momento em que se chega à final ou é campeão, aí sim acho interessante serem premiados (novamente)”, explicou.

Na manhã desta terça-feira (22), o goleiro Alisson e o zagueiro Miranda se apresentaram na Granja Comary, em Teresópolis. Os meio-campistas Philippe Coutinho e Paulinho devem chegar até o final desta manhã completando o grupo desta primeira etapa da preparação para a Copa do Mundo. O lateral-esquerdo Marcelo e o volante Casemiro, ambos do Real Madrid, e o atacante Roberto Firmino, do Liverpool, só vão se juntar à delegação brasileira a partir do dia 28 de maio já em Londres, após a final da Liga dos Campeões da Europa que será disputada no dia 26 entre o time espanhol e o inglês.

O Brasil está no Grupo E do Mundial da Rússia. A estreia da equipe comandada pelo técnico Tite está marcada para o dia 17 de junho, um domingo, às 15h no horário de Brasília, contra a Suíça, em Rostov. No dia 22, uma sexta-feira, o time Canarinho volta ao gramado para encarar a Costa Rica, às 9h, em São Petersburgo. E, encerrando a primeira fase do torneio, no dia 27, uma quarta, às 15h, o duelo será contra a Sérvia, em Spartak.

Por Bahia Notícias

Comentários